Menu
Busca quinta, 05 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Capital mexicana quer que prostitutas paguem impostos

21 outubro 2004 - 23h59

A populosa Cidade do México pode estar perto de legalizar a prostituição, que ocupa milhares de homens e mulheres na capital, mas cobrando-lhes pelo uso da via pública. Um deputado da Assembléia Legislativa apresentou nesta semana um projeto de lei - que pode ser aprovado até o fim do ano - para que aqueles que oferece serviços sexuais na rua não sejam presos. Mas isso, apenas se for comprovado o pagamento de cerca de US$ 22 a cada dois meses à prefeitura. - Como vão ocupar a via pública, vão ter que dar uma contribuição ao governo, uma taxa baixa que é a aplicada aos ambulantes. Ao pagarem, não terão qualquer problema - disse o autor do projeto, o deputado Julio César Moreno. O parlamentar pertence ao esquerdista Partido da Revolução Democrática (PRD), com maioria absoluta no órgão legislativo, que governa desde 1997 a cidade. A capital do país tem 18,4 milhões de habitantes em toda a região metropolitana.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Considerado extremamente violento, traficante é preso com arma
ECONOMIA
Bolsonaro anuncia que novo Bolsa Família se chamará "Auxílio Brasil"
Policial tem prisão preventiva decretada após destruir carro da namorada
REGIÃO
Prorrogadas inscrições de peritos para atuarem no Poder Judiciário de MS
Idoso é preso no Paraguai com arma de fogo e faca tipo adaga
NOVA INVESTIGAÇÃO
TCU decide abrir processo para apurar conduta de Pazuello na pandemia
Ambiental captura 1.337 animais silvestres no primeiro semestre de 2021
GERAL
Governo amplia número de vagas do último concurso da Agepen
Passageira dorme em ônibus e só descobre furto das malas na rodoviária
SELIC
Copom eleva juros básicos da economia para 5,25% ao ano

Mais Lidas

DOURADOS
Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
DOURADOS
Flagrado com pistola, jovem é preso no Parque do Lago II
AMEAÇA
Mulher não aceita relacionamento do ex e ameaça a atual companheira dele de morte
DOURADOS
Casal é preso após transformar casa de homem que morreu por overdose em 'boca de fumo'