sábado, 15 de junho de 2024
Dourados
21ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Campanha exige abertura dos arquivos da ditadura militar

26 outubro 2004 - 17h47

A organização não-governamental Tortura Nunca Mais decidiu lançar uma campanha nacional para exigir a abertura imediata dos arquivos da época da ditadura militar. O assunto voltou à tona após a publicação de reportagem do jornal Correio Brasiliense exibindo supostas fotos do jornalista Vladimir Herzog preso, antes de ser assassinado pela repressão em 1975. "Eu acho que é uma campanha importantíssima no sentido de resgatarmos esta história tão esquecida do Brasil", afirmou em entrevista à rádio Nacional AM a vice-presidente da ONG, Cecília Coimbra. Além de pedir que os arquivos da repressão sejam colocados à disposição da sociedade, a campanha vai pedir a anulação do decreto aprovado ao final do governo Fernando Henrique determinando que documentos classificados como ultra-secretos devem permanecer em sigilo por 50 anos, e o prazo pode ser renovado por tempo indeterminado. "Nós reivindicamos dois pontos que seriam a anulação do decreto que fala do sigilo eterno e a abertura imediata dos arquivos. E temos tido o apoio nacional e internacional massivo", explica Cecília. Veja a a entrevista: Nacional AM - Para que aconteça a abertura destes arquivos haverá a necessidade de se passar pelo Congresso Nacional?Cecília Coimbra- Eu acho que isso deveria ser uma decisão muito mais simples. É óbvio que isso se prende a um decreto que foi assinado e votado ao apagar das luzes do Governo FHC -o decreto n° 4.553/2002 - e que foi referendado, infelizmente, pelo governo Lula em fevereiro de 2003. É um decreto que coloca alguns documentos ligados à segurança do regime como tendo "sigilo eterno". Vários historiadores, pesquisadores e jornalistas que fazem jornalismo investigativo têm se levantado contra. E nós, mais do que nunca, temos levantado que isto é antidemocrático e, inclusive, fere a Constituição com relação à questão do direito à informação. Então, realmente, as coisas se complicam mais porque este decreto ainda está vigendo. Nós estamos lançando, desde a semana passada, uma campanha nacional e internacional pela abertura imediata dos arquivos do terror. Nós reivindicamos dois pontos: a anulação do decreto que fala do "sigilo eterno" e a abertura imediata dos arquivos. Temos tido o apoio nacional e internacional massivo. Ontem tivemos, inclusive, o apoio público da Anistia Internacional de Londres e já tivemos o apoio de várias personalidades como o doutor Fábio Comparato e vários outros jornalistas. Acho que é uma campanha importantíssima no sentido de resgatarmos esta história tão esquecida do Brasil. Nacional AM Por que "sigilo eterno"? Jamais poderemos saber o que aconteceu realmente? Cecília- Isso é terrível e é antidemocrático. Além de aumentar para 50 anos o prazo de conhecimento desses documentos por parte da sociedade, o decreto coloca que em alguns casos os documentos podem continuar sendo considerados sigilosos por mais 50 anos, e depois mais 50 anos, e assim infinitamente. Então, nós denominamos que este decreto produz um "sigilo eterno", ou seja, alguns documentos nunca serão conhecidos pela sociedade brasileira. Isso é uma loucura e um absurdo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS

Idosa cai em golpe e faz empréstimo de R$ 8 mil para quitar dívida

Governo de MS realiza obra que soluciona enchente em Batayporã
POLÍTICA

Governo de MS realiza obra que soluciona enchente em Batayporã

Homem é preso após deixar esposa com tiro na cabeça em posto
REGIÃO 

Homem é preso após deixar esposa com tiro na cabeça em posto

EDUCAÇÃO

MEC aceita revogar portaria se professores de federais acabarem greve

Treinamento de combate ao fogo qualifica novos soldados dos Bombeiros

Treinamento de combate ao fogo qualifica novos soldados dos Bombeiros

GERAL

CNBB pede aprovação de projeto que equipara aborto a homicídio

AMEAÇA

Jovem é indiciada após acusar ex-chefe de importunação sexual

DONATIVOS

MPT destinou mais de R$ 47 milhões em recursos ao povo gaúcho

PARAGUAI

Agente fica ferido e Senad apreende aviões do tráfico na fronteira

INTERNACIONAL

Lula se encontra com Papa Francisco na Itália, onde participa do G7

Mais Lidas

DECISÃO

Mesmo sem duplicação de pontos críticos, pedágios da BR-163 aumentam a partir desta sexta-feira

LUTO

Policial civil sofre infarto no trabalho e morre em hospital de Dourados

NEGÓCIOS E CIA

Veja quem recebe o PIS/Pasep na próxima semana

HOMICÍDIO 

Douradense é encontrado morto com mãos e pés amarrados no interior do MT