Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
POLÍTICA

Câmara vota redução da maioridade penal até o fim do mês, diz Cunha

01 junho 2015 - 17h30

Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), reafirmou hoje (1°) que pretende votar em plenário, até o fim deste mês, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos. A expectativa de Cunha é que a comissão especial que analisa o texto finalize o trabalho na semana do dia 10 de junho.

“Votando o relatório na comissão, vou levar ao plenário imediatamente”, disse Cunha. Ontem (31), o presidente da Câmara já havia postado em seu Twitter que tem a intenção de votar a PEC ainda este mês e, também, que vai sugerir ao relator que seja feito um referendo sobre a redução da maioridade penal para promover um “grande” debate sobre o tema.

Sobre o referendo, ele disse hoje que considera apropriado fazê-lo junto com as eleições de 2016, para poupar gastos. Na avaliação de Cunha, se um jovem pode eleger presidente da República, ele também pode ser responsabilizado por suas atitudes. "Não discuto se é a idade correta ou não, discuto isonomia, direitos e obrigações."

Hoje, o ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva, reforçou a posição do governo, contrária à redução da maioridade penal. Edinho disse que cabe a Eduardo Cunha criar a agenda de debates do Legislativo, mas reiterou que o governo não acredita que a redução da maioridade penal vá reduzir a criminalidade no Brasil.

“Nesse sentido, o governo respeita o Poder Legislativo, mas todos sabem que o governo, a presidenta Dilma, tem uma outra posição”, disse o ministro.

Em relação à posição do governo sobre o tema, Eduardo Cunha disse que “isso não é pauta do governo, é pauta da sociedade”.

Em abril, a presidenta Dilma Rousseff se manifestou contra a redução da maioridade penal e defendeu mudanças na lei brasileira para ampliar as penas para adultos que aliciam adolescentes para o crime.

Desde o início de abril, uma comissão especial da Câmara dos Deputados debate o mérito das propostas de emenda à Constituição que propõem a redução da maioridade penal. A comissão terá até 40 sessões para debater o assunto e produzir um relatório, que será votado pelo colegiado e, posteriormente, pelo plenário da Câmara, em dois turnos de votação.

Se aprovada pelos deputados, a proposta será encaminhada ao Senado para apreciação. Para aprovação de uma PEC, são necessários os votos de pelos menos 308 deputados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Com vitórias simples nesta terça, Grêmio e Inter irão às oitavas da Libertadores
É LEI EM MS
Trote vai render multa de R$ 400 em MS
DOURADOS
Prefeitura aciona a Justiça para fazer licitação de R$ 23 milhões barrada pelo TCE
PANDEMIA
MS se aproxima de 69 mil casos de coronavírus e soma 1.293 óbitos
CPF NA NOTA
Sul-mato-grossense tem nova chance com 8º sorteio do Nota MS Premiada
RIBAS DO RIO PARDO
Advogado é autuado em R$ 27 mil por desmatamento ilegal em fazenda
LEGISLATIVO
Câmara de Dourados aprova projetos de Lei durante sessão ordinária
ARTIGO
Três desejos de uma favelada!
BRASIL
Bolsonaro diz que está aberto a sugestões para recuperação da economia
CONTRABANDO
Veículos com produtos avaliados em mais e R$1 mi são apreendidos

Mais Lidas

POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Festa com mais de cem pessoas é encerrada no Novo Horizonte