Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397

Câmara recebe comissão de produtores Indígenas

18 outubro 2003 - 10h16

Uma comissão formada por seis representantes das etnias terena, guarani e caiuá, da Reserva Indígena de Dourados, esteve na sexta-feira à tarde na Câmara Municipal, onde foi recebida pelo presidente José Carlos Cimatti (PFL) e por outros vereadores. Eles foram buscar apoio à luta pela liberação do plantio de soja na reserva pelo menos para a safra deste ano. O plantio de soja pelos indígenas também foi proibido pelo Ministério Público Federal (MPF), sob o argumento de que os agrotóxicos poderiam contaminar os índios e o meio ambiente.Os membros da comissão informaram aos vereadores que no próximo domingo uma caravana de 45 lideranças indígenas, entre caciques, pagés e outras, irá até Brasília para, na quarta-feira, tratar do assunto em audiência com o presidente da Funai, Mércio Pereira Gomes. Segundo Wilson Mattos, um dos representantes dos índios, a proibição do arrendamento das terras e do plantio de soja aconteceu depois que muitos já tinham feito compromisso com a produção, colocando-os em situação ""sem escapatória"". ""Temos as dívidas com sementes e insumos e com o aluguel de máquinas, mas não podemos plantar para pagar"", disse ele. O vereador José Carlos Cimatti( PFL) disse que no caso específico do plantio de soja na reserva deve haver uma ""flexibilização"" da decisão de proibir. ""Entendemos a necessidade de se cumprir a legislação, mas não podemos apenas proibir sem apresentar alternativas"", ponderou o presidente da Câmara, afirmando defender a liberação provisória do plantio. Cimatti determinou à Secretaria da Câmara que elaborasse um ofício de apoio, que será entregue ao presidente da Funai pelos representantes dos índios, durante a audiência em Brasília. No ofício, a Câmara sugere, dentre outros itens, a formação de parcerias entre orgãos oficiais como a Embrapa e as Universidades, visando ensinar e orientar os índios sobre temas como técnicas de manejo da agricultura que não exijam uso de agrotóxicos, sistema de curvas de níveis, distanciamento mínimo entre lavoura e residências e plantio de matas verdes ao redor das moradias. Estiveram presentes, além de  Cimatti, os vereadores Sidlei Alves(PFL), Eduardo Marcondes (PMDB) e Bela Barros, além dos assessores dos vereadores Margarida Gaigher (PT) e Nelso Gabiatti(PMDB).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mulher tem casa invadida e bandidos levam televisão e notebook
DOURADOS
Mulher tem casa invadida e bandidos levam televisão e notebook
Enfermagem de MS perdeu 19 vidas para Covid-19, a mais recente na saúde indígena de Dourados
PANDEMIA
Enfermagem de MS perdeu 19 vidas para Covid-19, a mais recente na saúde indígena de Dourados
Vítima tem pertences roubados por assaltante armado com faca
DOURADOS
Vítima tem pertences roubados por assaltante armado com faca
Professores dão dicas para o segundo dia de provas do Enem
BRASIL
Professores dão dicas para o segundo dia de provas do Enem
Homem morre no HV dias após ser baleado na fronteira
DOURADOS
Homem morre no HV dias após ser baleado na fronteira
ESTADO
Governo divulga decreto com regras para o Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico
TRÂNSITO
Detran-MS lança novo sistema de Registro de Veículos em Estoque nesta quarta
FUTEBOL
Vasco visita Bragantino para tentar se afastar do Z-4 no brasileiro
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar hoje R$17 milhões a quem acertar as 6 dezenas
ECONOMIA
Nascidos em setembro podem sacar auxílio emergencial a partir desta quarta

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes
TRAGÉDIA
Casal morre após caminhonete colidir contra carreta na BR- 163