sábado, 04 de dezembro de 2021
Dourados
35°max
22°min
Campo Grande
32°max
21°min
Três Lagoas
37°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Câmara prorroga por dois anos alíquota de 27,5% do IR

03 dezembro 2003 - 08h21

A Câmara dos Deputados aprovou na noite de desta terça-feira a prorrogação por dois anos (2004 e 2005) da alíquota de 27,5% do Imposto de Renda para Pessoas Físicas. A aprovação foi pelo processo simbólico de votação. Durante toda a sessão, que durou quase cinco horas, a oposição usou todos os dispositivos regimentais para obstruir a votação do projeto. Diversos requerimentos para adiamento da votação foram apresentados pela oposição e rejeitados pela base governista para permitir a votação da proposta do governo na noite de hoje. O projeto terá agora que ser aprovado pelo Senado e sancionado antes de 31 de dezembro para vigorar em 2004. Ele só trata da prorrogação da alíquota e não mexe no reajuste da tabela do IR. A oposição insistiu até a última hora que era essencial à correção da tabela e também a redução da alíquota de 27,5% para 25%. O relator do projeto na Comissão de Finanças e Tributação, deputado Antonio Cambraia (PSDB-CE), queria uma correção de 22,87% na tabela do imposto, além da alíquota de 25%. O governo rejeitou o parecer do relator. Segundo o vice-líder do PT, deputado José Pimentel (CE), essa correção provocaria uma perda geral de R$ 3,45 bilhões de arrecadação no ano que vem. Desses recursos, R$ 1,325 bilhão (União), R$ 1,26 (estados), R$ 790 milhões (municípios) e R$ 75 milhões (Fundo de Desenvolvimento Regional). A aprovação do projeto do Imposto de Renda só foi possível graças a acordo firmado na base governista, pouco antes das 21 horas. Os aliados que vinham insistindo na prorrogação da alíquota por tempo indeterminado decidiram limitar a dois anos (2004 e 2005) a prorrogação dos 27,5%. Segundo o líder do governo, deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP), esse acordo facilita a unidade da base aliada. Com o acordo fechado, o relator Antonio Cambraia pediu prazo de um dia para dar parecer às emendas apresentadas à proposta. Alegou que não tinha condições de dar um parecer sobre as propostas de imediato. O presidente da Câmara, deputado João Paulo (PT-SP), não concordou com o pedido. Diante do impasse, o relator abdicou-se da função e o presidente da Câmara indicou o deputado José Pimentel como relator de Plenário.A indicação gerou muitos protestos e gritaria da oposição. O deputado José Thomas Nono (PFL-AL) anunciou que poderá recorrer da decisão ao Supremo Tribunal Federal. Alegando que se o relator Cambraia não tinha condições de emitir seu parecer às emendas não era possível que um relator de plenário pudesse dar o parecer de imediato. Houve muita gritaria da oposição, mas prevaleceu a vontade da maioria governista.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ministério oferece mais de 21,5 mil vagas para Médicos pelo Brasil
SAÚDE PÚBLICA

Ministério oferece mais de 21,5 mil vagas para Médicos pelo Brasil

Polícia prende homem por descumprimento de medida protetiva em Ponta Porã
REGIÃO

Polícia prende homem por descumprimento de medida protetiva em Ponta Porã

Congresso chama atenção para violência contra mulheres com deficiência
ILUMINAÇÃO ROXA

Congresso chama atenção para violência contra mulheres com deficiência

INTERNACIONAL

Especialista diz que infecções são leves em crianças sul-africanas

TRÊS LAGOAS

Acusado de tentativa de furto cai de telhado de 4 metros ao tentar fuga

TRAGÉDIA

Homem morre afogado em córrego em área rural de Campo Grande

INTERNACIONAL

Manifestantes marcham contra restrições da covid no noroeste da Europa

SEM DOCUMENTAÇÃO LEGAL

Cigarros eletrônicos avaliados em R$ 4 mil são apreendidos em Ponta Porã

JUSTIÇA

Julgamento de acusados no caso da Boate Kiss entra no quarto dia

IMUNIZAÇÃO

Ação no Capilé termina com cerca de 700 doses de vacinas aplicadas

Mais Lidas

DOURADOS

Presos em entreposto no Parque Alvorada usavam loja de celular como fachada para tráfico

CRIME

Operação contra o tráfico em Dourados levou 23 para delegacia e fechou "shopping" da droga

TRAGÉDIA

Trabalhador morre após queda de laje em Dourados

REGIÃO

Envio de 23t de maconha à São Paulo foi comemorado por 'patrão do tráfico' com prostituta de luxo