Menu
Busca domingo, 12 de julho de 2020
(67) 99659-5905

Câmara pode arquivar processo contra Hora

02 dezembro 2003 - 08h08

O vereador Walter Hora do PPS aguarda com grande expectativa a sessão da Câmara de Vereadores desta noite. É que será votado o pedido de arquivamento do processo contra ele por ter participado da manifestação onde foram arrancados os tachões colocados na ciclofaixa da rua Cafelândia.
Na tarde de ontem os vereadores Humberto Teixeira Júnior e Carlinhos Cantor, respectivamente relator e presidente da Comissão Processante criada pela Câmara de Dourados que apura  responsabilidades de Walter Hora no episódio, se manifestaram hoje pelo arquivamento da denúncia feita pelo Diretório do PT.
Apenas o vereador Nelso Gabiatti, que também integra a Comissão, ainda não deu o parecer dele, mas a opinião dos demais vereadores deve acompanhar o voto do presidente e relator.
Há possibilidades de ser votada ainda uma advertência a Walter Hora pela infração cometida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Tiroteio no Estrela Porã deixa dois homens feridos
DOURADOS
‘Deus no comando amem’: antes de crimes, atirador postou pregação religiosa
DOURADOS
Atirador baleou criança de quatro anos na cabeça ao abrir fogo para matar ex-mulher
FAMOSOS
Morris, par de Naya Rivera em 'Glee', quer conduzir grupo de buscas pela atriz
BRASIL
Leila Barros confirma que contraiu covid-19
BARBÁRIE
Homem assassina ex, atira em crianças e se mata no altar de igreja em Dourados
BRASIL
Embrapa coleta bactérias e fungos com potencial econômico na Amazônia
OPORTUNIDADE
IFMS tem inscrições abertas para 120 vagas em cursos de especialização
ESPORTES
Semana será marcada pelo 1º Camping Virtual de Parataekwond
TRÊS LAGOAS
Mulher é sequestrado pelo ex na frente de familiares

Mais Lidas

ACIDENTE DE TRABALHO
Douradense morre após ser atingido na cabeça por peça de elevador de 20kg
DOURADOS
“Ele não conseguiu terminar o último plantão”, diz esposa de médico vítima da Covid
PANDEMIA
Em dia com quase 100 novos casos, Dourados tem mais uma morte por coronavírus
PANDEMIA
Pesquisadores veem medidas sem efeito e sugerem lockdown em Dourados