Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Câmara dos Deputados vota hoje a cassação de Jefferson

14 setembro 2005 - 08h43

O Brasil inteiro vai acompanhar hoje, a partir das 13 horas, a votação na Câmara dos Deputados o pedido de cassação do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), cuja perda do mandato é dada como provável, após a negativa da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), ontem, ao recurso do petebista, que alegava cerceamento a seu direito de defesa. Serão necessários 257 votos para afastá-lo, ou seja, a maioria absoluta dos parlamentares.A sessão plenária estará sob comando de outro parlamentar ameaçado de cassação - o presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, alvo de representação entregue ontem por cinco partidos ao Conselho de Ética, acusado de ter recebido propina de concessionário de um restaurante da Casa. O pedido deve ser votado ainda hoje pela Mesa e, uma vez aprovado, retorna ao Conselho. Jefferson admite que a perda de seu mandato é quase certa e pretende sair da Câmara da forma que tem conduzido sua vida política ao longo dos últimos quatro meses: com declarações explosivas, recheadas de denúncias. Esbanjou ironia, ontem, ao ser perguntado sobre o teor de seu discurso: "Vou falar bem do presidente Lula e desse núcleo duro dele. Tenho de passar por ele (Lula). (O meu discurso) passa pelo governo dele (o presidente da República)", afirmou, em tom de ameaça. Jefferson é o autor da denúncia do suposto "mensalão", que aprofundou a crise política atual (iniciada com flagrante de propina envolvendo o ex-funcionário dos Correios Maurício Marinho) e derrubou membros importantes do governo, como o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, a quem acusa de ser o "mentor" do esquema de caixa dois operado pelo PT e do alegado pagamento de "mesada" a parlamentares em troca de apoio político ao governo. Desde a primeira acusação, o deputado sempre procurou poupar o presidente das irregularidades. A provável cassação do petebista, de acordo com parecer do relator de seu processo no Conselho de Ética, Jairo Carneiro (PFL-BA), se deve ao fato de ter declarado saber da suposta "mesada" sem levar o assunto antes ao plenário e de haver abusado da "inviolabilidade parlamentar". Também pesa contra ele o fato de ter admitido o recebimento de R$ 4 milhões do PT para financiar campanhas sem prestar contas do valor à Justiça Eleitoral e à Receita Federal. Jefferson deu início à saraivada de acusaçõesapós o surgimento da gravação na qual Marinho recebia propina de R$ 3 mil e citava o nome do parlamentar. A partir daí, se viu no centro das suspeitas de corrupção na estatal e, sentindo-se "abandonado" pelo governo (de cuja base o PTB é integrante), resolveu partir para o ataque. Esta deve ser sua estratégia, novamente, nesta quarta-feira. As revelações de Roberto Jefferson, embora não tenham sido acompanhadas de provas do suposto "mensalão", trouxeram a público o esquema armado pelo ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o empresário Marcos Valério, responsável por uma série de empréstimos ao partido para formação de caixa dois e distribuição de recursos para aliados do governo - inclusive o PTB. Com o andamento das investigações nas CPIs dos Correios e do Mensalão, os detalhes das irregularidades começaram a ser revelados e levaram à lista de outros 16 deputados federais flagrados sacando dinheiro do esquema petista. Eles tiveram seus pedidos de cassação aprovados ontem pela Mesa da Câmara e encaminhados para o Conselho de Ética. Por conta das revelações, outros dois renunciaram aos mandatos antes de perdê-los, juntamente com seus direitos políticos - Carlos Rodrigues (PL-RJ), e Valdemar Costa Netto (PL-SP), autor do pedido de cassação do petebista.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sisu: Terminam hoje os prazos para matrículas na primeira convocação
EDUCAÇÃO
Sisu: Terminam hoje os prazos para matrículas na primeira convocação
João Luiz é o 12º eliminado do 'BBB21', com 58,86% dos votos
TELEVISÃO
João Luiz é o 12º eliminado do 'BBB21', com 58,86% dos votos
AJUDA DO GOVERNO
Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 5
Operação desarticula quadrilha que fornecia drogas do MS para capitais do Brasil
DOURADOS
Operação desarticula quadrilha que fornecia drogas do MS para capitais do Brasil
'Cassems Itinerante' leva atendimento com especialistas ao interior
SAÚDE
'Cassems Itinerante' leva atendimento com especialistas ao interior
LOTERIA
Mega-Sena acumula e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões amanhã
DOURADOS
Tribunal determina perícia para encontrar 61 hectares da Reserva Indígena
TV DOURADOS NEWS
Diretor da Aced fala do encontro com a prefeitura, entidades e empresários sobre ''acessibilidade''
MATRÍCULA
UFGD convoca aprovados em 2ª chamada no Vestibular da EAD
PONTA PORÃ
Trio é preso com arma, dinheiro e bloqueador de sinal em frente a presídio

Mais Lidas

DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa
DOURADOS
Jovem confessa 18 tiros, mas diz que idoso morreu antes por enforcamento
IVINHEMA
Polícia encontra mais de 800kg de maconha em casa alugada para o tráfico
DOURADOS
Ladrão invade alojamento do Hospital da Vida e leva pertences de enfermeiras