Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Caixa lança campanha de preservação ao meio ambiente em MS

27 março 2008 - 16h28

A Campanha "Pega Leve com a Natureza" pretende incentivar a substituição das sacolas plásticas dos supermercados por material permanente ou reciclável

O superintendente regional da CAIXA no Mato Grosso do Sul, Paulo Antunes de Siqueira, acompanhado do prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, e do secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Frederico Luiz de Freitas Júnior, lançam nesta sexta-feira (28), às 14h30, no auditório da Caixa Econômica Federal, a Campanha Regional "Pega Leve com a Natureza". A Campanha é uma parceria entre a CAIXA e a Prefeitura da Capital e pretende desenvolver ações para conscientização de preservação ambiental para empregados e clientes da instituição, além de incentivar a troca das tradicionais sacolinhas plásticas dos supermercados por material permamente ou reciclável.

Ao longo do ano, em parceria com a Prefeitura Municipal de Campo Grande, a CAIXA desenvolverá diversas ações de impacto na preservação do meio ambiente e para neutralização dos efeitos causados pela emissão de carbono (CO2), através da redução gradativa e compensação da emissão através do plantio de árvores. A Campanha também prevê a distribuição de sacolas permanente de compras, feita de material reciclado e biodegradável, para incentivar o uso nas compras de supermercados, evitando-se a utilização das tradicionais sacolas plásticas.

AS SACOLAS PLÁSTICAS

Segundo Daniel Pereira, Bacharel em Física e Astrofísica pela Universidade de São Paulo, a criação das sacolas plásticas data de 1862 e foi uma revolução para o comércio por sua praticidade e por ser barata. Apesar de antiga a invenção veio explodir no Brasil a partir da década de 80, contribuindo para a filosofia do "tudo descartável". Hoje são consideradas um dos grandes vilões do meio ambiente, bem como várias outras coisas que antes eram utilizadas sem nenhum critério de avaliação de impacto ambiental.

Grande parte das sacolas utilizadas hoje é de material plástico, um derivado do petróleo, substância não renovável, feita de uma resina chamada polietileno de baixa densidade (PEBD) e sua degradação no ambiente pode levar séculos, ou seja, até três gerações futuras podem se deparar com as sacolas plásticas que estamos jogando fora hoje. Daniel Pereira destaca que no Brasil aproximadamente 9,7% de todo o lixo é composto por saquinhos plásticos, além disso, para produzir uma toneada de plástico são necessários 1.140 kw/hora, energia daria para manter aproximadamente 7600 residências iluminadas com lâmpadas econômicas por 1 hora, sem contar a água utilizada no processo e os degetos resultantes.

As Sacolas Plásticas também são uma das causas do entupimento da passagem de água em bueiros e córregos, contribuindo para as inundações e retenção de mais lixo. Quando incinerado libera toxinas perigosas para a saúde.

SERVIÇO - Lançamento da Campanha Pegue Leve com o Meio Ambiente

Local: - Auditório do Centro Administrativo da CAIXA em Campo Grande - Av. Mato Grosso - 5500 - Jardim copacabana.

Data / Horário: 28/03 - 14h30.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
BRASIL
TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
LAVA JATO
Justiça Eleitoral vai julgar ação sobre empréstimo de R$ 12 milhões ao banco Schahin
MUNDO
Biden e Macron discutem defesa europeia e se reunirão em Roma
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
MS
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
STF
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
RIO MIRANDA
Catarinenses são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória em Bonito
JUDICIÁRIO
STJ define retorno de sessões presenciais para fevereiro de 2022 e dia de eleição para ministros
CAPITAL
Presidente do TJMS recebe medalhão comemorativo aos 100 anos da Justiça Militar
ROTINA
Trabalho híbrido pode piorar qualidade do sono, diz pesquisador
DOURADOS
Estado licitará na próxima semana R$ 20 milhões para revitalizar Coronel Ponciano

Mais Lidas

PRESIDENTE VARGAS
Escola dispensa alunos em Dourados após mensagens de ameaças
CÁRCERE PRIVADO
Tentativa de sequestro a criança termina com jovem preso em Dourados
DOURADOS
Print tirado de conversa entre alunos resultou em mal-entendido e levou pânico a escola
DOURADOS
Homem é removido de grupo de whats e procura a delegacia