Menu
Busca quarta, 03 de março de 2021
(67) 99257-3397

Caixa Economica lança linha de crédito a microempreendedor

06 agosto 2009 - 15h01

A Caixa Econômica Federal lançou uma linha de crédito para os trabalhadores autônomos que se inscreverem no programa de formalização do micro empreendedor individual.

Cerca de 170 atividades foram classificadas até agora como de empreendedor individual. Entre elas, açougueiro, adestrador de animais, alfaiate, serralheiro, soldador, sorveteiro ambulante, tapeceiro, tatuador, taxista, tecelão e torneiro mecânico.

O programa já está disponível para trabalhadores de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Distrito Federal. O cronograma de implantação nos outros Estados ainda não foi divulgado pelo governo.

Crédito e juros

De acordo com o banco, esses clientes terão acesso a serviços como conta-corrente, cheque empresa Caixa (juro de 2,87% a.m), GiroCaixa Fácil (juro de 2,64% a.m) e cartão de crédito empresarial bandeira Visa.

Haverá um limite de crédito de até R$ 1.600,00 por cliente, de acordo com suas necessidades e capacidade de pagamento.

Está prevista também a concessão benefícios como isenção de tarifas e anuidade por 12 meses.

Programa

O trabalhador informal que aderir ao programa do micro empreendedor individual irá pagar uma contribuição mensal única, que varia de R$ 52,15 a R$ 57,15, de acordo com a sua área de atuação.

Em troca, poderá tirar um CNPJ e terá direito aos seguintes benefícios do INSS: salário-maternidade, auxílio-doença, aposentadoria por idade, aposentadoria por invalidez e sua família fica protegida com pensão por morte e auxílio-reclusão.

Podem fazer parte do programa os profissionais com renda mensal de até R$ 3.000 (R$ 36 mil por ano). A expectativa do governo é atrair também profissionais como feirantes, camelôs, vendedores ambulantes, manicures, cabeleireiros e eletricistas.

Como fazer

O processo de formalização é gratuito e pode ser feito somente pela internet, no Portal do Empreendedor.

No site, o empresário individual obterá, no ato da formalização, o seu CNPJ, seu cadastro na Junta Comercial e sua inscrição no INSS.

Não podem optar pelo programa os profissionais que possuem mais de uma empresa. Outra limitação é que o trabalhador pode ter, no máximo, um empregado contratado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Motorista atropela cunhado após desentendimento familiar
SAÚDE
Funsau convoca candidatas para inspeção médica e posse em concurso
MORENINHAS
Homem tenta acessar desvio por rua de terra e tem veículo roubado
LOTERIA
Confira as dezenas concurso 2.349 da Mega-Sena sorteadas nesta quarta
Homem sobe em torre e exige falar com presidente dos Estados Unidos
FRONTEIRA
Homem sobe em torre e exige falar com presidente dos Estados Unidos
PIOR MOMENTO
Brasil perde novas 1.840 vidas em mais um dia de escalada na pandemia
MARACAJU
Amigos discutem por troco de bebida alcoólica e se cortam com garrafadas
LENDA
Morre aos 91 anos na Capital o ex-comandante do DOF, Adib Massad
CAPITAL
Reincidente, médico preso bêbado foi liberado após pagar fiança
EMPREGO
UEMS convoca novos técnicos aprovados em concurso para posse

Mais Lidas

PRÓXIMO AO TRANSBORDO
Nova 'cracolândia': comerciantes relatam medo e ameaças no centro de Dourados
DOURADOS 
Preso após agredir esposa, homem é investigado por engravidar a própria filha adolescente
TRAGÉDIA
Douradense que morreu em acidente no interior de SP tinha 58 anos
TRÂNSITO
Colisão entre motos deixa entregador de gás ferido em Dourados