Menu
Busca segunda, 03 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Caixa Economica anuncia baixa de juros Para empresas

18 dezembro 2003 - 10h15

Após a última reunião do ano do Copom, que decidiu pela baixa de 1% na taxa Selic (passando para 16,5%), a Caixa Econômica Federal anunciou um novo corte em suas taxas de juros com repasse integral da redução. Dessa vez, terão mudanças os juros de produtos para Pessoa Jurídica (PJ). Fizemos diversas reduções nos últimos seis meses que contemplaram todos os nossos produtos para pessoa física e jurídica. Agora, optamos por baratear ainda mais o crédito para a produção, no sentido de contribuir para a geração de emprego e renda no país , explica o vice-presidente de Finanças da Caixa, Fernando Nogueira da Costa.Desde julho, a Caixa já baixou 13,58 pontos em média na taxa anualizada. No caso de pessoa jurídica, a Caixa já oferecia as taxas mais baixas do mercado na maior parte das suas linhas. Mas a nova redução da Selic permitiu aplicar taxas melhores no Desconto de Cheques, por exemplo, que passou de uma taxa mínima de 2,05% ao mês para 1,98%; ou no Giro Caixa Instantâneo que passou de uma taxa máxima de 2,64% ao mês para 2,57%; ou ainda aplicar uma taxa mínima de 5,64% ao mês no Cheque Especial PJ. Nogueira da Costa diz que o objetivo da CAIXA com esse novo corte é atrair mais empresas como clientes. A carteira de crédito da Caixa é composta de mais de um milhão de empresas, com um saldo total de crédito livre no valor de R$ 1,6 bilhão. Desse total, R$ 1,2 bilhão é de empréstimo para capital de giro, outros R$ 220 milhões estão no crédito rotativo e R$ 170 milhões em desconto de títulos. O spread praticado em pessoa jurídica na Caixa é metade do praticado no crédito para pessoa física.  Entre a carteira de clientes PJ, a maior parte do crédito é destinado às microempresas (62%), seguido das pequenas empresas (21%). Médias e sem fins lucrativos ficam também com uma parte (8% para cada uma). Os empréstimos são bastante pulverizados, pois cerca de 91% do crédito concedido pela CAIXA está abaixo de R$ 30 mil por tomador. A partir de hoje, as linhas de Giro Caixa instantâneo múltiplo, desconto de duplicatas, cheques e cheques eletrônicos, Giro Caixa, Capital de Giro e Cheque Especial PJ (este a partir de 1º janeiro) passam a ter novas taxas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Taxa de letalidade da Covid-19 sobe para 1,6% em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA
Dólar fecha em forte alta e volta a superar R$ 5,30
AÇÃO CONJUNTA
Operação intensifica combate aos incêndios na região do Pantanal
CONSUMIDOR
Preço médio da gasolina dispara em Dourados
CORONAVÍRUS
Uma em cada três cidades da macrorregião de Dourados estão em situação de 'alto risco'
DOURADOS
Condutor de veículo que atropelou ciclista e fugiu sem prestar socorro é identificado
POLÍCIA
Homem é preso com cocaína em “mocó” de veículo na MS-395
BRASIL
PGR recorre contra prisão domiciliar de Queiroz
VILA VARGAS
Homens são flagrados com 2.200 maços de cigarros contrabandeados
JUSTIÇA
Fachin revoga decisão que autorizava PGR a acessar dados da Lava Jato

Mais Lidas

ACIDENTE
Motociclista perde controle da moto e invade estabelecimento na Marcelino Pires
ACIDENTE
Jovem é atropelado em Dourados e motorista foge do local sem prestar socorro
TRÁFICO DE DROGAS
Força Aérea persegue pilotos que sobrevoavam MS com mais de 1 t de cocaína
DOURADOS
Quatro pessoas são presas acusadas de fazerem parte de facção criminosa