sexta, 28 de janeiro de 2022
Dourados
29°max
21°min
Campo Grande
29°max
21°min
Três Lagoas
30°max
24°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Caarapó recebe treinamento sobre embutidos de carne bovina

14 outubro 2003 - 16h11

Acontece entre os dias 15 e 17 de outubro, em Caarapó, município localizado a 276 km da capital, um treinamento sobre Embutidos de Carne Bovina e Embalada a vácuo. A iniciativa é da Cadeia Produtiva da Carne de Mato Grosso do Sul e acontece no abatedor São Francisco. Segundo o instrutor José Roberto Alves, o treinamento procura esclarecer e alertar sobre a utilização de aditivos químicos. "O uso indiscriminado da química pode causar graves problemas de saúde ao homem, o sal de cura, por exemplo, muito usado na elaboração de embutidos, contém nitrito e nitrato de sódio, precisa ser racionalizado para não prejudicar a saúde do consumidor, o uso irracional pode até causar câncer", afirma.O processo da embalagem a vácuo e da maturação da carne tem por objetivo a melhoria nas características de higiene, maciez e sabor do produto, através da maturação, em condições controladas de umidade e temperatura, com a finalidade de minimizar as diferenças qualitativas de vários tipos de carne. Isto vale tanto para carnes nobres como picanha e contrafilé, como para carnes ditas comercialmente "de segunda", entre elas, lagarto, costela e músculo. Com esta característica, a carne torna-se uniforme e de alto potencial de mercado.Uma característica comum deste treinamento em todos as localidades em que foi aplicado, é reunir profissionais com muita experiência e outros mais jovens. Para Argil Goulart Filho, açougueiro há 25 anos, no município de Cassilândia, o que muda agora não é exatamente a técnica e sim o processo. "Antes nós utilizávamos os produtos de acordo com que considerávamos correto, não havia medidas e os cuidados com a higiene eram poucos. Isso mudou, agora vou colocar em prática no açougue que trabalho. Estou contente por ter participado, está é a primeira vez que acontece um curso destes por aqui", contou.O Núcleo Gestor do programa Cadeia da Carne é formado pela Acrissul, AMAS, ASBRAM, ASPNP, Banco do Brasil, DFA, Embrapa, FIEMS/SENAI, Famasul, Governo do Estado, através da Secretaria de Produção, Sebrae/MS, Senat, SIC, Sindicouro, Sicadems, Senar e UFMS.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO

Suspeito de roubos e tentativa de homicídio contra policiais é preso

IFMS abre 1.080 vagas em cursos de graduação; 40 vagas são para Dourados
EDUCAÇÃO

IFMS abre 1.080 vagas em cursos de graduação; 40 vagas são para Dourados

Proposta eleva para 65 anos a idade de classificação como pessoa idosa
DIREITOS HUMANOS

Proposta eleva para 65 anos a idade de classificação como pessoa idosa

Assaltante que invadiu fazenda e manteve trabalhador rural em cárcere é preso
POLÍCIA

Assaltante que invadiu fazenda e manteve trabalhador rural em cárcere é preso

Fugitivas do presídio de Rio Brilhante podem ter seguido para Ponta Porã
POLÍCIA

Fugitivas do presídio de Rio Brilhante podem ter seguido para Ponta Porã

PANDEMIA

Dourados se aproxima de 100% em ocupação de leitos de UTI/SUS

POLÍTICA

Justiça Federal arquiva caso do triplex contra ex-presidente Lula

CLIMA

Chuva chega com alerta de tempestade entre hoje e amanhã

REGIÃO

Indivíduo é preso por comercializar animais silvestres com licença irregular

POLÍCIA

Homem é preso com mais de 1 mil comprimidos de ecstasy

Mais Lidas

DOURADOS

Homem ostenta em boate, não concorda com valor da conta e vai parar na delegacia

DOURADOS

SIG localiza jovem que estava desaparecida

DOURADOS 

Carro capota após colisão em cruzamento da Monte Alegre

RIBAS DO RIO PARDO

Pai, mãe e filho morreram em colisão entre veículos na BR-262