Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
NOVA ROTA

Voo que fez captação de órgãos em Dourados iniciou novas rotas aéreas

13 outubro 2017 - 07h20Por Agência Brasil

As novas rotas no espaço aéreo brasileiro entraram em vigor a partir desta quinta-feira, dia 12 de outubro, com a implementação da chamada Navegação Baseada em Performance (PBN – Performance Based Navigation) realizada pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea). A medida permitirá a redução do tempo de voo no país e impactará em cerca de 300 mil voos por ano.

Com a redução dos tempos de viagem, as aeronaves diminuem o consumo de combustível e, consequentemente, os custos de voo.

De acordo com os cálculos do Subdepartamento de Operações do Decea, a redistribuição dessas estradas do céu reduzirá o consumo de combustível das aeronaves em 2 mil toneladas por ano. Com isso, o correspondente a cerca de 6.500 toneladas de gás carbônico deixarão de ser despachados no céu.

De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), o primeiro voo beneficiado com a mudança realizou uma coleta de órgãos para transplante e decolou de Dourados para Guarulhos, em São Paulo. Com as novas rotas, foi possível diminuir em 15 minutos o tempo de voo.

Cartas aeronáuticas

Ao todo, a redistribuição das rotas vai alcançar cerca de 1,8 milhão de Km2 de espaço aéreo brasileiro. Segundo a FAB, com a redução dos tempos de viagem, as aeronaves diminuem o consumo de combustível e, consequentemente, os custos de voo.

Para permitir as novas rotas foram confeccionadas mais de 300 novas Cartas Aeronáuticas (mapas aéreos), que revelam os traçados dos novos caminhos. Segundo a FAB, com as novas rotas foi possível diminui 1430 Milhas, o equivalente a 2.650 Km, em trajetórias de voo na região. A distância corresponde a um voo entre o Rio de Janeiro e Macapá.

Gerente do projeto, o chefe da Divisão de Operações do Instituto de Cartografia Aeronáutica (ICA), major Eduardo Sardella da Silva, afirma que a fluidez entre os terminais aéreos também será aprimorada ao viabilizar, “além dos encurtamentos de trajetórias, acessibilidade a localidades anteriormente não contempladas e a possibilidade de expansão de operações sem exigência de grandes alterações”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORUMBÁ
Enteado ameaça idoso e diz “vou sair da cadeia rapidinho e te matar”
RIO DE JANEIRO
Fogo em hospital mata 2 pacientes com Covid; 200 são transferidos
CHAPADÃO DO SUL
Homem que ameaçou arrancar cabeça da esposa esfaqueia amiga dela
FUTEBOL
Coutinho é cortado, e Tite convoca Lucas Paquetá para as Eliminatórias
AQUIDAUANA
Polícia evita suicídio de jovem que se jogaria da ponte de rio
SEGURANÇA
Eleições: TSE aprova envio de forças federais para Mato Grosso do Sul
POLÍCIA
Mulher que obrigava filha a se prostituir responderá por dois crimes
JUDICIÁRIO
Justiça adia decisão sobre afastamento de Ricardo Salles de ministério
CAARAPÓ
Polícia Civil prende ladrão em flagrante logo após o crime
JUSTIÇA
Universidade que descumpriu parcelamento deve indenizar estudante

Mais Lidas

GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
DOURADOS
Guarda encerra festa organizada por adolescente em plena pandemia, apreende droga e até arma artesanal
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade
TEMPESTADE
Chuva e ventos de 46km/h derrubam árvores e levam sujeira às ruas de Dourados