Menu
Busca terça, 18 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Vitória sobre Dinamarca dá moral a brasileiras

08 agosto 2004 - 22h48

Depois de uma viagem revigorante à França, a seleção brasileira feminina de handebol chegou a Atenas confiante e com o moral elevado pela vitória inesperada sobre a Dinamarca, atual campeã olímpica, em amistoso. Em um quadrangular de preparação para os Jogos, na cidade de Bordeaux, a equipe conseguiu resultados expressivos contra fortes seleções européias. No primeiro jogo, perdeu apenas de 31 a 28 para a Hungria, vice-campeã mundial e olímpica. Em seguida, derrota de 22 a 20 para a França, campeã mundial. O melhor resultado, entretanto, estava reservado para o último dia: vitória de 27 a 26 sobre as dinamarquesas, com um gol nos últimos segundos da ponta Viviane. "Mostramos um nível de maturidade muito bom nesses jogos. Mostramos a evolução que estamos tendo e conseguimos muita confiança para o grupo. Esses resultados mostram que a cada ano diminuímos a diferença em relação à Europa", avalia o técnico Alexandre Schneider. Mais do que a confiança dentro da própria equipe, os resultados possibilitam com que o Brasil, que terminou a Olimpíada de Sydney em oitavo lugar, comece a aparecer no cenário internacional. "Mostramos que evoluímos, que eles têm que começar a se preocupar. Nos dois primeiros jogos a equipe reagiu muito bem depois de perder dois gols, e no último foi uma festa, o banco até invadiu a quadra," completou. A seleção estréia no dia 15 de agosto, contra a Grécia, e em seguida enfrenta Ucrânia, Hungria e China. O Grupo B é formado é por França, Coréia, Espanha, Dinamarca e Angola. Os quatro primeiros de cada grupo se classificam para a próxima fase. "Esse torneio nos deu uma expectativa muito grande. A cada jogo vamos buscando um resultado expressivo, que seria terminar entre os seis primeiros. Se conseguirmos isso, aí vamos tentar ficar entre os quatro," completou Schneider. A equipe deve fazer um amistoso contra Angola, na segunda-feira, e o técnico ainda quer marcar mais um contra a Coréia. Além disso, os angolanos devem ceder a ele a fita de um amistoso contra os gregos."A nossa equipe titular vai depender das características de cada adversário. Por exemplo, a China tem um jogo aberto na defesa, então as mais pesadas sentem mais dificuldades," explicou o técnico. "Temos que manter a regularidade que tivemos na Europa, e com isso poderíamos revezar bastante (as jogadoras)." Uma jogadora, entretanto, é fundamental na equipe: a goleira Chana. Aos 25 anos, ela já passou pela Espanha e desde abril está na Dinamarca, uma das liga mais fortes no handebol feminino. "A Chana é importante no grupo, hoje. A prova dessa nossa evolução é a ida dela para a Dinamarca. Mas o grupo todo está muito bem," avalia Schneider. A jogadora está ciente de sua responsabilidade na equipe, e não foge das exigências. "O fato de eu estar há mais tempo na Europa faz com que o grupo se apoie bastante em mim. O meu papel é transmitir confiança, segurança. Elas sabem que eu sou a última defensora, e me sinto com bastante confiança," diz ela. Além de Chana, outras sete jogadoras da seleção brasileira atuam no exterior.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AJUDA
Caixa paga hoje auxílio emergencial para os nascidos em fevereiro
Cães farejadores acham cocaína que seria enviada para a Irlanda
CORREIOS
Cães farejadores acham cocaína que seria enviada para a Irlanda
Diogo Castilho fala da discussão na Câmara sobre a base salarial da enfermagem
TV DOURADOS NEWS
Diogo Castilho fala da discussão na Câmara sobre a base salarial da enfermagem
Nelsinho Trad busca recursos para MS no Consórcio Brasil Central
POLÍTICA
Nelsinho Trad busca recursos para MS no Consórcio Brasil Central
EMPREGO
Marinha abre concursos para 26 vagas, com remuneração de R$ 9 mil
SOLIDARIEDADE
Agehab realiza primeira entrega de agasalhos em Dourados 
SENADO
CPI ouve hoje Ernesto Araújo sobre críticas à China e cloroquina
FRONTEIRA
Traficantes são presos com 1 t de maconha após atacar policiais
TEMPO
Terça-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
CHAPADÃO DO SUL
Motorista tem perna esquerda estilhaçada em explosão de compressor de ar

Mais Lidas

POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
CLIMA
Frio mais intenso do ano é previsto para esta semana em Dourados
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS
FEMINICÍDIO
Mulher é encontrada morta com golpe de faca no pescoço na região do João Paulo II