Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Um ano de ouro para a construção civil brasileira

27 janeiro 2011 - 15h08

Seguindo a tendência dos investimentos de 2009, que somaram 250 bilhões de dólares, o ano de 2010 superou esses dados em 33%. Foram 324,5 bilhões de dólares distribuídos por todo o território nacional nos Segmentos Industrial (1882 obras), Comercial (3311 obras) e Residencial (5981 obras).

O Segmento Industrial participou com 55% do total de investimentos de 2010 – mais de 178 bilhões de dólares. Os setores de maior destaque foram os de Energia, Ferrosos, Não-Ferrosos e Petróleo e Afins, que, juntos, representam 73% do segmento.

No Segmento Comercial com 109 bilhões de dólares, as obras de Infraestrutura Viária e de Turismo ficaram, respectivamente, com os maiores investimentos. Com 218 obras e 41 bilhões de dólares, as obras Viárias representaram 37% do setor, e os Hotéis e Resorts – com 252 obras e 27 bilhões de dólares – 24%.

Os Edifícios Residenciais e os Condomínios de Casas, chegando a quase 6.000 obras em todo Brasil, somaram investimentos superiores a 36 bilhões de dólares e tiveram uma área construída de 76 milhões de metros quadrados.

Fonte: ITCnet – Informações da Construção


Com pouco mais de 11.100 obras cadastradas no Banco de Dados em 2010, nos estágios de Projeto, Construção e Concluídas, é possível prever como será o setor da construção nos próximos cinco anos.

As Regiões em crescimento
No Centro-Oeste, o estado com maior volume de obras é Goiás, com 292 obras, representando 40% do total da região. No Norte e Nordeste, os destaques são os estados da Bahia, Ceará e Pernambuco, que somam 323, 251 e 400 obras respectivamente, representando mais de 48% do total da região.

No Sudeste, São Paulo ainda possui o foco de todas as atenções. Com 3.600 obras, superou os estados do Rio de Janeiro (1.637), o de Minas Gerais (1.126) e o do Espírito Santo (297).

O Sul do Brasil diversifica bem os investimentos nos seus três estados: Paraná com 682 obras, Rio Grande do Sul com 492 e Santa Catarina com 614.
As previsões para 2011

Segundo Viviane Guirao, diretora da área de Pesquisa e Análise de Mercado da ITCnet , “acreditamos que, em 2011, com os novos programas do Governo, a estabilidade econômica e os baixos índices de desemprego, o Brasil terá ainda mais consistência na área da construção e nos setores que ‘alimentam’ esse mercado”.

A ITCnet prevê grandes investimentos. “Para se ter uma ideia, somente nos estágios iniciais de construção, da sondagem às fundações, serão mais de 4.700 obras, sendo 1.000 no Segmento Industrial, 1.600 no Comercial e 2.100 no Residencial”, finaliza Viviane.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARANAÍBA
Jovem mata ex-namorado da mãe a facadas após presenciar agressão
SENADO
CPI vai questionar negociações do Itamaraty para garantir cloroquina
ANHANDUÍ
Pedestre morre após ser atropelado por caminhão baú na BR-163
IMUNIZANTES
Saúde receberá 8,2 milhões de doses de vacina até sexta-feira
Homem que abusou da mulher é denunciado por estuprar a filha
FUTEBOL
Costa Rica vence Aquidaunense e retoma a liderança do Estadual
CRIME AMBIENTAL
Animais são abandonados, morrem e mulher é multada em R$ 4 mil
JUSTIÇA
Juiz determina que Carla Zambelli tire vídeo da canção 'Milla' do ar
CAPITAL
Homem morre após cair de três metros ao conferir estoque de loja
TJ/MS
Concurso Extrajudicial terá audiência pública no dia 27 de maio

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
INDÁPOLIS
Homem assassinado em distrito sofreu vários golpes de facão e teve mão decepada
DOURADOS
Juiz manda Câmara exonerar nomeados e realizar novo concurso público