Menu
Busca quarta, 27 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
MEIO AMBIENTE

Tribunal mantém ação contra Ricardo Salles, mas não julga afastamento

03 novembro 2020 - 17h50Por G 1

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) decidiu, nesta terça-feira, dia 03 de novembro, manter em análise na Justiça Federal de Brasília uma ação de improbidade administrativa do Ministério Público Federal (MPF) contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

A decisão é da 3ª Turma do tribunal. Os desembargadores julgaram um recurso do MPF, que questionou decisão da 8ª Vara Federal no Distrito Federal que, inicialmente, enviou o caso para à Justiça Federal de Santa Catarina, onde já haveria uma ação semelhante.

Os desembargadores entenderam que não há conexão entre as duas ações. Com isso, o processo segue na Justiça Federal na capital federal. Os magistrados não analisaram o pedido de afastamento do ministro do cargo feito pelo MPF. Para eles, a medida deve ser enfrentada em outra etapa.

A ação foi apresentada em julho por 12 procuradores e pediu o afastamento de Salles do cargo sob argumento de que o ministro atua para "desestruturação dolosa das estruturas de proteção ao meio ambiente”.

“Por meio de ações, omissões, práticas e discursos, o Ministro do Meio Ambiente promove a desestruturação de políticas ambientais e o esvaziamento de preceitos legais, mediante o favorecimento de interesses que não possuem qualquer relação com a finalidade da pasta que ocupa”, afirmaram os procuradores.

Entendimento da Justiça

Nesta terça, a turma seguiu o voto do relator, desembargador Ney Bello. Para ele, a ação do MPF não guarda semelhança processual com o caso analisado na Justiça Federal de SC. “Não há que falar em conexão. Há autonomia da ação de improbidade, que merece seguir sua própria instrução”, afirmou.

Bello disse que não é o momento processual para analisar o afastamento do ministro. No dia 14 de outubro, o juiz Márcio de França Moreira, da 8ª Vara Federal, negou o afastamento provisório. O magistrado considerou que o MP não tinha demonstrado como a permanência de Salles à frente do ministério poderia prejudicar a análise do mérito da ação de improbidade.

Para o desembargador Ney Bello, o afastamento só deve ser julgado pelo TRF-1 em fase recursal, contra o entendimento da primeira instância. O recurso, no entanto, só foi formalizado na última semana pelo MPF, quando o atual pedido já estava pronto para ser julgado.

“Me parece claro e cristalino que não poderíamos laborar com supressão de instância, não era razoável que o tribunal agisse negando ou concedendo o pedido cautelar feito [afastamento], independente do juízo de primeira instância”.
A desembargadora Maria do Carmo Cardoso concordou com o colega. “Estamos saneando o processo. Não tem outro caminho senão esse que vossa excelência está nos mostrando. Não há conexão com o processo de SC. Não é o momento de analisar o afastamento do ministro de Estado porque haveria supressão de instância”. A desembargadora Mônica Sifuentes acompanhou os colegas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem abate dourado e acaba preso e autuado em R$ 5,1 mil
BELA VISTA
Homem abate dourado e acaba preso e autuado em R$ 5,1 mil
Acidente entre carretas deixa uma pessoa morta e outra presa às ferragens
CAMPO GRANDE
Acidente entre carretas deixa uma pessoa morta e outra presa às ferragens
Após indicação de Neno Razuk, Governo do Estado divulga edital de concurso para perito forense no MS
LEGISLATIVO DE MS
Após indicação de Neno Razuk, Governo do Estado divulga edital de concurso para perito forense no MS
Homem é preso por pesca e transporte ilegal de pescado
MS-426
Homem é preso por pesca e transporte ilegal de pescado
Associação de Apoiadores do Hospital do Amor encerra com carreata as ações do Outubro Rosa
TV DOURADOS NEWS
Associação de Apoiadores do Hospital do Amor encerra com carreata as ações do Outubro Rosa
CULTURA
Sebrae lança cursos para capacitar artesãos
DOURADOS
Câmeras flagram furto de escada após serviço de poda de árvore
REGIÃO
Homem é preso por descumprir medida protetiva e perturbar ex-sogra
PRODUÇÃO
Renato Câmara discute melhorias para avicultores de MS
REGIÃO
Homem é preso por tráfico de drogas e corrupção de menores

Mais Lidas

DOURADOS
Namorada posta 'status' de jovem com arma, polícia rastreia carro e prende rapaz
LAGUNA CARAPÃ
Motorista morre prensado ao tombar caminhão na MS-379
DOURADOS
Três vias de Dourados passam a ser "mão única"
DOURADOS
Jovem formou consórcio com amigos para comprar e usar ecstasy em festas