Menu
Busca sábado, 28 de março de 2020
(67) 9860-3221

Sertanejo Hudson é preso por porte ilegal de arma de fogo

20 março 2013 - 11h48

O cantor Hudson, da dupla sertaneja Edson e Hudson, foi preso na madrugada desta quarta-feira (20) por porte ilegal de arma em Limeira, no interior de São Paulo. A abordagem ocorreu no bairro Vila Cláudia, por volta das 2h40.

De acordo com a Polícia Militar, a corporação foi acionada pela ex-mulher de Hudson. Ela alegou ter sofrido ameaças do cantor que disse ainda que iria até sua residência para retirar um veículo que havia dado de presente à filha.

Ao chegar ao local de carro, Hudson não parou o veículo, mas foi seguido e abordado pela Polícia Militar. No carro foram encontrados um revólver calibre 38, uma pistola calibre 380, duas facas e um soco inglês.

Após consulta feita pela Polícia Civil, foi constatado que Hudson não possuía documentação da pistola 380. Ele foi preso por porte ilegal de arma de fogo e encaminhado ao 1º Distrito Policial da cidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACORDOS
MPT/MS repassa R$ 75 mil em recursos trabalhistas para a Covid-19
RESTRIÇÃO
Brasil proíbe entrada de estrangeiros no País em voos internacionais
CAPITAL
“Ninguém entra”: presos barram entrada de agentes em cela de presídio
HU
Ebserh contratará 6 mil profissionais para o enfrentamento ao Covid-19
POLÍCIA
Caminhonete conregistro de roubo é recuperada pela PRF em Naviraí
SAÚDE
Hospital Regional de Ponta Porã instala estrutura para pacientes com dengue
NOVA ANDRADINA
Trabalhador é resgatado após cair em fossa em construção de 9 metros
BALANÇO
MPT recebe 2.400 denúncias de violações trabalhistas relacionadas à Covid-19
"Urbi et Orbi"
Em ato inédito, Papa Francisco reza sozinho e concede perdão coletivo
UEMS
Abertas inscrições para seleção de professores formadores e tutores

Mais Lidas

COVID-19
Saúde confirma coronavírus para mulher internada em Dourados e casos chegam a 28 em MS
PANDEMIA
Bebê de três meses é novo caso confirmado de coronavírus em MS
DOURADOS
Sindicato emite nota e diz que empregados foram obrigados a participar de ato
BATAYPORÃ
Paciente com suspeita de coronavírus é internada em estado grave em Dourados