Menu
Busca domingo, 24 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397

Relatório denuncia morte de 4 jornalistas no Brasil em 2003

10 março 2004 - 11h25

O Instituto Internacional de Imprensa (IPI) informou, em seu relatório sobre a liberdade de imprensa em 2003, apresentado hoje em Viena, quatro jornalistas morreram em serviço no Brasil. Segundo o relatório, as mortes ocorreram em um intervalo de dois meses. Duas ocorreram em Mato Grosso do Sul, uma no Ceará e uma em Presidente Prudente, São Paulo. Além disso, os profissionais que trabalham nos arredores de cidades grandes sofrem ataques e ameaças de corruptos e criminosos comuns. Além desses quatro brasileiros, treze jornalistas das Américas do Sul e Central morreram enquanto trabalhavam: nove na Colômbia, dois na Guatemala, um na Costa Rica e outro em Honduras. O relatório destaca que os jornalistas da América "se viram forçados a se esconder ou ir ao exílio" e que outros foram "agredidos fisicamente por corruptos, criminosos e outros que pretendem mantê-los alheios". "O denominado desacato às leis que protegem autoridades públicas de injúrias permanecem ativas nos textos jurídicos de vários países", lamenta o Instituto, que garante que algumas vezes esta legislação é utilizada para amordaçar as críticas. Efeito pós-11 de setembro Muitos jornalistas na região se queixam das restrições ao acesso à informação pública devido à legislação antiterrorista criada depois dos atentados de 11 de setembro de 2001 em Nova York. Em Cuba, "a repressão à imprensa independente pelo Governo de Fidel Castro e as forças de segurança continua com força" com a condenação de 28 jornalistas em março, aproveitando que "a guerra do Iraque atraia a atenção internacional". A Colômbia é, com a única exceção do Iraque, o país mais perigoso do mundo para exercer o jornalismo, com nove profissionais mortos, dos quais "pelo menos sete foram assassinados por seu trabalho como jornalistas", garante o documento. Na Venezuela, "a relação entre o presidente Hugo Chávez e os meios de comunicação de propriedade privada que apóiam a oposição continuam se deteriorando", afirma o IPI. O Instituto afirma que durante a greve de 63 dias que começou em dezembro de 2002 os canais privados lançaram "horas de transmissão de programação a favor da greve". A crise na Argentina também teve um forte impacto na imprensa, a desvalorização da moeda teve repercussões na venda de jornais e, além das dificuldades econômicas, os jornalistas sofreram ameaças, perseguição, e agressões físicas da polícia. No Chile, embora o panorama geral seja positivo, o relatório aponta um retrocesso da liberdade de imprensa pelas implicações de uma legislação para defender a privacidade. A Guatemala permanece, segundo o IPI, como um dos lugares mais perigosos do continente para exercer o jornalismo, e os abusos cresceram por causa das eleições gerais de novembro.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Apostador de Fortaleza acerta os seis números sorteados na Mega-Sena
LOTERIA
Apostador de Fortaleza acerta os seis números sorteados na Mega-Sena
Motorista envolvido em acidente fatal relata bebida ao depor e é liberado 
DOURADOS
Motorista envolvido em acidente fatal relata bebida ao depor e é liberado 
Primeira lista de vacinados contra Covid-19 inclui jovem 18 anos e idoso centenário
DOURADOS
Primeira lista de vacinados contra Covid-19 inclui jovem 18 anos e idoso centenário
Ministério da Saúde registra 62.334 novos casos de covid-19
BRASIL
Ministério da Saúde registra 62.334 novos casos de covid-19
Prazo para inscrição no Vestibular UEMS 2021 termina hoje
ESTADO
Prazo para inscrição no Vestibular UEMS 2021 termina hoje
BRASIL
Segunda etapa do Enem acontece neste domingo
COVID-19
MS recebe hoje carregamento com vacinas de Oxford
PANDEMIA
PGR pede abertura de inquérito sobre conduta de ministro da Saúde
PANDEMIA
Dourados tem 91% de ocupação de leitos de UTI/SUS
DOURADOS
Inscrições para processo seletivo do Sebrae encerram terça-feira

Mais Lidas

CENTRO
Primeiro acidente de trânsito com vítima fatal neste ano é registrado em Dourados
TRAGÉDIA
Segundo acidente de trânsito com vítima fatal é registrado em Dourados
TRAGÉDIA
Vídeo mostra momento exato de acidente com vítima fatal em Dourados
DOURADOS
Motociclista que morreu após colisão em cruzamento invadiu via preferencial