quinta, 19 de maio de 2022
Dourados
18°max
min
Campo Grande
17°max
min
Três Lagoas
21°max
min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
DEMOCRACIA

Quem trata de eleição no Brasil são as 'forças desarmadas', diz Fachin

12 maio 2022 - 22h20Por G 1

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Edson Fachin, disse nesta quinta-feira, dia 12 de maio, que o país terá eleições limpas e que "ninguém e nada interferirá" na Justiça Eleitoral.

Ele afirmou ainda, em um trocadilho com a expressão "Forças Armadas", que quem cuida das eleições são as "forças desarmadas".

Fachin deu as declarações durante visita à sala do tribunal onde estão sendo realizados testes de segurança nas urnas eletrônicas.

Fachin tem feito um contraponto às tentativas do presidente Jair Bolsonaro de, sem provas, levantar suspeitas sobre a confiabilidade das urnas.

Embora autoridades repitam diariamente que as urnas são seguras e de o próprio Bolsonaro já ter admitido que não tem elementos para apontar irregularidades, o presidente da República persiste na estratégia de criar suspeitas sobre o processo eleitoral.

Bolsonaro chegou a sugerir que as Forças Armadas façam uma apuração paralela dos votos. Sobre esse ponto, Fachin disse que aceita colaborações, mas que a palavra final é da Justiça Eleitoral.

"Quem trata de eleição são forças desarmadas e, portanto, dizem respeito à população civil, que de maneira livre e consciente escolhe seus representantes. Logo, diálogo sim, colaboração sim, mas a palavra final é da Justiça Eleitoral", completou Fachin.
Segundo o ministro, "quem vai ganhar as eleições é a democracia".

"País e sociedade agradecem. Vamos ter, dia 2 de outubro — o Brasil terá —, eleições limpas, seguras, com paz e segurança. Ninguém e nada interferirá na Justiça Eleitoral. Não admitimos qualquer circunstância que impeça o brasileiro de se manifestar", afirmou Fachin.

O ministro disse que os eleitos serão diplomados. Para ele, "há muito barulho, mas este tribunal opera com racionalidade técnica".

Questionado sobre as atitudes de Bolsonaro, Fachin respondeu que quem atenta contra o processo eleitoral está, na verdade, agindo contra a democracia.

"Não mando e não recebo recado de ninguém. A afirmação é muito nítida. Quem investe contra o processo eleitoral investe contra a democracia. É um fato, e fato fala por si só. Não se trata de recado, é uma constatação. Temos respeito a todo chefe de Estado e jamais nos furtaremos ao diálogo", disse Fachin.

O presidente do TSE disse ainda que a Justiça Eleitoral não vai se dobrar a quem quiser tomar as rédeas das eleições.

"A Justiça Eleitoral está aberta a ouvir, mas jamais estará aberta a se dobrar a quem quer que seja [que queira] tomar as rédeas do processo eleitoral", completou.

Testes

A atual fase de testes busca corrigir falhas encontradas na etapa de novembro. Nenhuma dessas, porém, de acordo com o tribunal, são graves a ponto de comprometer a legitimidade da contagem de votos.

Atuam nos testes diversos especialistas em tecnologia da informação, que tentaram acessar o sistema das urnas, a fim de identificar possíveis falhas de segurança.

De acordo com o tribunal, foram encontradas cinco falhas. Agora, o objetivo é mostrar que essas vulnerabilidades foram resolvidas.

Ao todo, 26 investigadoras e investigadores inscritos colocaram em prática 29 planos de ataques ao sistema. Destes, 24 não conseguiram ultrapassar nenhuma barreira de segurança.

O TSE colocou à disposição dos participantes computadores, urnas, impressoras, ferramentas e insumos no terceiro andar do edifício-sede da Corte Eleitoral, em Brasília.

Os investigadores tiveram acesso aos componentes internos e externos do sistema da urna, os empregados para a geração de mídias, votação, apuração, transmissão e recebimento de arquivos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO

Agente penitenciário preso em operação contra o PCC é demitido

LEI SECA

Fux vota pela manutenção de multa a motorista que recusa bafômetro

Polícia encontra mais de meia tonelada de maconha em milharal
PONTA PORÃ

Polícia encontra mais de meia tonelada de maconha em milharal

BENEFÍCIO

Bolsonaro sanciona Auxílio Brasil com valor mínimo de R$ 400

TRÊS LAGOAS

Mulher tenta matar namorado após ele tentar terminar relação

UFGD

Mostra Radioteatro Experience acontece sábado em Dourados

CAMPO GRANDE

Madeireira é lacrada após denúncias de carga ilegal de madeira

ELEIÇÕES 2022

Após reunião, partidos da 3ª via adiam anúncio de candidato único

GERAL

Após denúncia Procon encontra alimentos vencidos em supermercado

ESTATAL DE ENERGIA

TCU autoriza venda da Eletrobras, a 1ª grande privatização de Bolsonaro

Mais Lidas

PEDRO JUAN CABALLERO

Dupla é executada em pátio de posto de combustíveis

IDENTIFICADO E PRESO

Quarto envolvido em roubo de joalheria saiu de Dourados para dar apoio aos assaltantes

DOURADOS 

Jovens presos por tráfico vendiam drogas para público universitário

FRONTEIRA

Prefeito de Pedro Juan é alvo de atentado a tiros