Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
É OU NÃO É

Quem perder o prazo da biometria vai ter de pagar multa de R$ 150?

21 novembro 2017 - 07h08Por G 1

Quem perder o prazo para cadastramento da biometria vai ter de pagar multa de R$ 150 e pode ter documentos como RG, CPF e habilitação suspensos? Não é verdade!
 

A informação, em tom alarmista, circula pelo WhatsApp e pelo Facebook com dezenas de posts e centenas de compartilhamentos. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) diz que a mensagem é falsa.

Levantamento feito em outubro mostrou que faltando menos de um ano para a eleição, 56% dos eleitores do país ainda não têm cadastro biométrico. Nas eleições do ano que vem, a biometria deverá ser obrigatória em cerca de 2.800 cidades de todos os estados – o número exato será conhecido em maio, 150 dias antes do pleito. O 1º turno da disputa ocorre no dia 7 de outubro.

Veja o que diz o texto que circula pelas redes sociais:

"Olha só o que o governo inventou para pegar dinheiro do povo, lançou uma lei para todos os eleitores fazerem a biometria mas não avisou nada para ninguem e o praso vai até 7/12 quem nao fizer vai pagar uma multa de 150,00 enquanto nao pagar o seu cpf rg habilitação fica suspenso vc nao vai poder dirigir nem usar rg nem cpf enquanto nao pagar a multa , o prazo para nao pagar multa é até 7/12, so que ninguem ta sabendo, vai ser um Deus nos acuda espalhem para o maior numero possivel gente."

Veja o que diz o TSE

Segundo o TSE, o cadastramento biométrico ocorre em todo o país desde 2008, mas os prazos são estabelecidos em cada estado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Veja a lista de endereços dos sites de cada TRE. É possível também consultar o cartório eleitoral de seu município.

De acordo com o TSE, não existe multa de R$ 150 para quem perder o prazo de realização da biometria. Assim, da mesma forma, também não está prevista a suspensão CPF, RG ou habilitação.

O eleitor que for convocado e não cumprir dentro do prazo o cadastramento da biometria pode ter o título cancelado, mas isso só ocorrerá em ultimo caso, se ele deixar de atender aos chamados da Justiça Eleitoral.
Se não atender a nehuma das convocações da Justiça Eleitoral e tiver o título cancelado, o eleitor pode ficar sujeito a algumas penalidades já conhecidas da maioria da população como não poder participar de concursos ou cargos públicos, tirar documentos e certidões, obter empréstimos públicos ou paricipar de licitações.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TV DOURADOS NEWS
Sebrae realiza até dia 26 a Jornada da Mulher de Negócios, veja o vídeo e saiba como participar
Jovens são presos em flagrante com tabletes e um pé de maconha
EDUCAÇÃO
IFMS Prorroga inscrições para 1.520 vagas em cursos técnicos integrados
POLÍTICA
Senado sabatina nesta quarta-feira indicado de Bolsonaro para o STF
AGILIDADE
Detran/MS estreia auto-atendimento com totens para nesta quarta-feira
MS-164
Polícia apreende caminhão com quanse duas toneladas de maconha
TEMPO
Quarta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
Tio-avô prende menino de dois anos com coleira de cachorro e filma
PRESIDENTE INVESTIGADO
STF escolhe o novo relator do inquérito sobre Bolsonaro e Moro
JUSTIÇA
Juiz concede prisão domiciliar a mulher que entregou depósito de ‘skunk’

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente entre carreta e motocicleta mata mulher na BR-163
HOMICÍDIO EM 2013
Condenada pela morte do ex em Dourados é presa na Capital
DOURADOS
Motorista bêbado causa acidente em semáforo da Avenida Marcelino Pires
CONTRABANDO
Depósito de cigarros paraguaios é desarticulado após denúncia em Dourados