Menu
Busca sexta, 30 de julho de 2021
(67) 99257-3397

Projeto prevê ensino da Língua Brasileira de Sinais na graduação

02 novembro 2004 - 18h18

Uma proposta encaminhada pela Secretaria de Educação Especial (Seesp/MEC) ao ministro da Educação, Tarso Genro, prevê que os cursos de formação de professores, de nível médio e superior, e de fonoaudiologia terão de incluir o ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) em seus currículos. São considerados cursos para a formação de professores os de licenciatura, o normal superior, o de pedagogia e os de educação especial. Como ainda não existem cursos de graduação em Libras no Brasil, a proposta abre a possibilidade, nos próximos dez anos, de a formação ser ministrada pelos próprios usuários, os surdos. Porém, enquanto isso não acontece, o texto recomenda que o MEC promova exames anuais para avaliar a fluência no uso da Libras pelos professores e fonoaudiólogos e a competência para o ensino. Tradutores e intérpretes da Libras também devem prestar os exames.A proposta de decreto, que tem por objetivo regulamentar a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre o ensino e o uso da Libras, baseia-se nas ações de um grupo de trabalho composto por representantes da Seesp, da Secretaria de Educação Superior (SESu/MEC) e do gabinete do Ministro da Educação.Em 2000, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), existiam no Brasil 5.750.809 pessoas com problemas relacionados à surdez ­--519.560 com idade até 17 anos e 276.884 entre 18 e 24 anos. Dados do MEC mostram que, em 2003, 56.024 alunos surdos freqüentavam o ensino fundamental e 2.041, o médio. Somente 3,6% do total de surdos matriculados conseguiu concluir a educação básica, o que comprova a exclusão escolar provocada pelas barreiras na comunicação entre alunos surdos e professores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prefeitura pagará R$ 1,3 milhão por leitos de UTI utilizados por pacientes com Covid
DOURADOS
Prefeitura pagará R$ 1,3 milhão por leitos de UTI utilizados por pacientes com Covid
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 38 milhões amanhã
'Free fire', café e coberta; jovens se viram como pode na fila do 'rolezinho da vacina'
DOURADOS
'Free fire', café e coberta; jovens se viram como pode na fila do 'rolezinho da vacina'
MS se aproxima de 2,3 milhões de doses de vacina aplicadas contra o coronavírus
PANDEMIA
MS se aproxima de 2,3 milhões de doses de vacina aplicadas contra o coronavírus
Frio que castigou douradense nesta semana foi mais intenso desde 2013
TEMPERATURA MÍNIMA
Frio que castigou douradense nesta semana foi mais intenso desde 2013
DOURADOS
Licitação do tapa-buracos tem reviravolta com recurso de empresa
CALENDÁRIO
ACED abre inscrições para o Concurso de Fotografia na segunda
JOGOS DE TÓQUIO
Evandro e Bruno Schmidt vencem e seguem invictos
COMER BEM
Caderno "Comer Bem" gera visibilidade e lucro ao seu negócio
REGIÃO
Mulher denuncia pai por agressão e entrega comércio ilegal de munições

Mais Lidas

ACIDENTE DOMÉSTICO
Após discussão com entregador jovem acaba ferido
PEDRO JUAN
'Justiceiros' voltam a atacar na fronteira e matam adolescente
DOURADOS
Motorista que fugiu após atropelar motociclista no centro não possuía CNH
CLIMA
Dourados bate recorde de frio no ano com geada forte