segunda, 15 de julho de 2024
Dourados
10ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
POLÍTICA

Presidente do Solidariedade, Eurípedes Jr. se entrega após 4 dias foragido

16 junho 2024 - 07h15Por Carlos Ferraz

O presidente do Solidariedade, Eurípedes Gomes Júnior, se entregou à PF (Polícia Federal) em Brasília na manhã deste sábado, dia 15 de junho. Ele estava foragido desde a última quarta-feira (12) e, segundo a corporação, permanecerá sob custódia até liberação para ingresso no sistema penitenciário.

De acordo com a PF, Eurípedes se entregou à polícia acompanhado do advogado, por volta das 11h45. Ele é alvo de operação que apura supostos desvios de recursos, nas eleições de 2022, dos fundos partidário e eleitoral do partido PROS – que foi incorporado pelo Solidariedade no ano passado.

A defesa de Eurípedes afirmou que será provada perante a Justiça "a insubsistência dos motivos" para prisão e a "total inocência" do dirigente partidário (leia na íntegra abaixo).

Em nota, o Solidariedade informou que Eurípedes solicitou licença da presidência da legenda por prazo indeterminado. O deputado federal Paulinho da Força (SP) assume o comando nacional da sigla.

As investigações começaram a partir de uma denúncia feita por Marcus Vinicius Chaves de Holanda, que foi presidente do PROS. Ele acusou Eurípedes Júnior de desviar cerca de R$ 36 milhões do partido.

Presidente do Solidariedade se entrega à PF

Na operação da última quarta-feira (12), os policiais tentam bloquear e indisponibilizar R$ 36 milhões e 33 imóveis do grupo.

Na ocasião, Eurípides não foi encontrado em casa pelos agentes durante a operação. Ele tinha uma viagem marcada, mas também não compareceu ao aeroporto. O dirigente partidário chegou a ter o nome incluído na lista vermelha da Interpol, antes de se entregar neste sábado.

Além de Eurípides, foram alvos dos mandados de prisão:

Cintia Lourenço da Silva, primeira tesoureira do Solidariedade. Ela foi presa.

Alessandro, o Sandro do PROS, que foi candidato a deputado federal. Também foi preso.

Berinaldo da Ponte, ex-deputado distrital do Distrito Federal.

Helicóptero apreendido

Os mandados foram autorizados pela Justiça Eleitoral do Distrito Federal. Em Goiás, a PF apreendeu R$ 26 mil em espécie (veja na imagem acima).

Também foi apreendido, em Goiânia, um helicóptero registrado em nome do PROS. A aeronave teria sido adquirida com recursos públicos desviados dos fundos do partido. O helicóptero teria custado R$ 2,4 milhões (veja na imagem abaixo).

A aeronave, modelo R66, estaria sendo usada somente pra fins particulares do presidente do Solidariedade, Eurípedes Junior. Ele também emprestava o helicóptero para amigos e familiares, segundo os investigadores.

Investigações sobre a filha de Eurípedes

As investigações também apontam que que há indícios de que a ex-vice-presidente do partido PROS e atualmente secretária-executiva do Solidariedade, Jhennifer Hanna, obteve viagens internacionais, bolsas de estudo e cargos com dinheiro desviado do partido. Jhennifer é filha de Eurípedes.

A investigação também aponta que Jhennifer tem um patrimônio que não condiz com seus ganhos.

"A autoridade policial destacou que há indícios de que a investigada leva um estilo de vida social incompatível com seus rendimentos declarados. Além disso, existe a suspeita de que ela tenha sido beneficiada com cargos, bolsas de estudos e viagens internacionais custeadas com recursos do partido e da fundação do partido", afirmou o juiz Lizandro Garcia, da 1ª Zona Eleitoral do Distrito Federal, que autorizou a operação.

"Esses detalhes indicam possíveis irregularidades relacionadas à conduta da investigada e ao uso indevido de recursos partidários", continuou o magistrado.

Nota da defesa

Leia a íntegra da nota dos advogados de Eurípedes, José Eduardo Cardozo e Fabio Tofic Simanthob:

1- Após ter se licenciado do exercício das suas funções de dirigente partidário, o Sr. Eurípedes Gomes Macedo Júnior, voluntariamente, apresentou-se à Polícia Federal do Distrito Federal, para permitir o cumprimento do mandado de prisão preventiva expedido em seu desfavor.

2- não só a insubsistência dos motivos que propiciaram a sua prisão preventiva, mas ainda a sua total inocência em face dos fatos que estão sendo apurados nos autos do inquérito policial em que foi determinada a sua prisão preventiva.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE

Homem aceita 'swing', surta ao ver esposa com amigo e a agride

OPORTUNIDADE

Leilão da Receita tem nova edição com iPhones, vinhos e veículos

IVINHEMA

Mulher denuncia ex-marido e atual companheira por importunação

RURAL

BNDES vai disponibilizar R$ 66,5 bilhões para o Plano Safra

AQUIDAUANA

Jovem ferido se esconde de bombeiros que tentavam socorrê-lo

ECONOMIA

Primeiras notas do real vão sair de circulação; entenda por quê

Motociclista morre dois meses após ser atingido por veículo

POLÍTICA

Brasil chama embaixador na Argentina para consultas sobre Milei

Motorista que atropelou e matou motociclista é condenado

JUDICIÁRIO

Abin Paralela: Moraes retira sigilo de áudio de conversa de Bolsonaro

Mais Lidas

ABUSO SEXUAL

Homem é preso em flagrante acusado de estuprar sobrinha em Dourados

OPORTUNIDADE

Com recrutamento noturno, indústria abre 400 vagas de trabalho em Dourados

MS

Inscrições para o Curso de Libras EAD Nível I do 2º Semestre abrem dia 15 de julho

DOURADOS

Ministro admite atraso e prevê projeto de novo terminal do Aeroporto concluído até fim de julho