Menu
Busca quinta, 21 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397

Presidente da Vasp está preso em Brasília

09 março 2004 - 16h50

A Polícia Federal anunciou nesta terça-feira a prisão do empresário Wagner Canhedo, dono da Vasp, acusado de sonegação fiscal. Ele está detido desde ontem à noite na Superintendência da PF em Brasília. O pedido de prisão de 60 dias foi feito pela Justiça de São Paulo. A Justiça já havia determinado a penhora de 0,5% do faturamento da empresa, para pagar dívidas com a Previdência, mas a decisão não foi cumprida. O juiz David Magalhães e Silva pediu explicações. Como não teve resposta, expediu o mandado de prisão.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

PCdoB solicita continuidade do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda
STF
PCdoB solicita continuidade do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda
BRASIL
Monitor do PIB aponta alta de 1,1% na atividade econômica em novembro
Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
ECONOMIA
Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
STJ
Sessão que formará lista tríplice para o novo ministro será convocada e fevereiro
4ª Câmara Cível não reconhece união estável post mortem
TJMS
4ª Câmara Cível não reconhece união estável post mortem
DOURADOS
Prefeitura republica decreto por incorreção e autoriza funcionamento de bares
PANDEMIA
Dourados registra mais quatro óbitos por coronavírus e soma 154 novos casos
DOURADOS
Conselho do Fundeb cobra prefeitura a quitar salários de educadores
DOURADOS
Segundo corpo encontrado às margens da BR-163 é identificado
DOURADOS
Flagrante de cocaína em ônibus que levava fieis para Aparecida originou operação da PF

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
VILA ÍNDIO
Enfermeiro de 50 anos é primeiro vacinado contra Covid-19 em Dourados
DOURADOS
Dupla é presa após assaltar entregador em frente conveniência no Jardim Flórida