Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99659-5905
TENTATIVA

Petroleiros suspendem greve após 20 dias para negociar acordo

20 fevereiro 2020 - 20h20Por G 1

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) disse em comunicado nesta quinta-feira, dia 20 de fevereiro, que os trabalhadores do Sistema Petrobras decidiram suspender temporariamente a greve que já durava 20 dias.

De acordo com a FUP, a decisão foi tomada em assembleias realizadas pelos 13 sindicatos filiados à federação. "Com isso, os petroleiros reforçam sua disposição em dialogar com a Petrobras na manhã desta sexta-feira (21), em Brasília, em audiência de mediação proposta pelo ministro Ives Gandra, do Tribunal Superior do Trabalho (TST)", diz o comunicado.

Com a suspensão temporária da greve, os quatro integrantes da Comissão Permanente de Negociação – Deyvid Bacelar, Cibele Vieira, Tadeu Porto e José Genivaldo da Silva, da FUP, e Ademir Jacinto, do Sindiquímica-PR – deixaram o edifício-sede da Petrobras (Edise), no Rio.

Eles irão a Brasília para participar da audiência de mediação, que contará também com a participação do Ministério Público do Trabalho (MPT). A comissão ocupava uma sala no 4º andar do Edise desde 31 de janeiro – portanto, há 21 dias.

A paralisação começou em 1º de fevereiro com o pedido da categoria para suspender as demissões na subsidiária da Petrobras. Segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), as demissões afetam mais de mil famílias.

Reivindicações e posição da Petrobras

Os petroleiros também querem o estabelecimento de negociação com a Petrobras para cumprimento de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) que, segundo a federação, vem sendo descumpridos. A FNP aponta ainda entre as reivindicações o fim da política de paridade de preços com o mercado internacional.

Em nota divulgada no início da greve, a Petrobras afirmou que o movimento é "descabido" e que tomou as providências necessárias para garantir a continuidade das atividades. De acordo com a estatal, todos os compromissos assumidos na negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019-2020 vêm sendo integralmente cumpridos por parte da empresa.

A Petrobras tem informado que "não há impactos na produção de petróleo e de combustíveis decorrentes da greve" e que "nenhuma plataforma de produção, refinaria, unidade de processamento de gás natural ou térmica teve adesão total à paralisação".

No dia 17, Ives Gandra considerou a greve dos petroleiros 'ilegal', atendendo a pedido da Petrobras. Ele autorizou ainda que a estatal tome "medidas administrativas cabíveis", como corte de salários, sanções disciplinares e demissão por justa causa. Os petroleiros, no entanto, decidiram recorrer e manter a greve.

Na terça-feira, a desembargadora Rosalie Michaele Bacila Batista, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 9ª Região, determinou a suspensão da demissão dos trabalhadores da subsidiária da Petrobras Araucária Nitrogenados (Ansa), em Araucária (PR), que motivou o início da greve dos petroleiros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Senado aprova convite a Mourão para debater Conselho da Amazônia
CAMPO GRANDE
Na Capital, anta é resgatada após cair em piscina de chácara
DOURADOS
Dono encontra carro que havia locado “depenado” em barracão
ECONOMIA
Dólar fecha em alta com cautela externa por coronavírus
DOURADINA
TJ mantém preventiva de acusado de tentar matar a ex a marteladas
BRASIL
Maia quer votar projeto que regulamenta Fundeb na próxima semana
PANDEMIA
Comerciante de 45 anos é a 37ª vítima do coronavírus em Dourados
PANDEMIA
Com quase 100% dos leitos de UTI ocupados, HR vai “partilhar” pacientes
DOURADOS
Comerciantes pedem redução de aluguel por conta de pandemia
PANDEMIA
Em reunião com governador, Neno Razuk pede ampliação de leitos de UTI para Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
Acusado de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida
DOURADOS
Adolescente pilota moto embriagado e tio morre após queda na Coronel Ponciano