segunda, 24 de junho de 2024
Dourados
21ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
UNIVERSIDADE

Pesquisa mostra que planta aquática tem potencial produção de biocombustível

23 abril 2024 - 06h12Por Redação

Uma pesquisa em andamento, de docentes e acadêmicos da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, resultou na publicação recente do artigo intitulado “Biodiesel production potential of Eichhornia crassipes (Mart.) Solms: comparison of collection sites and different alcohol transesterifications” na revista científica internacional Nature.

O trabalho descreve a potencial aplicação da planta aquática Eichhornia crassipes (Mart.) Solms para a produção de biocombustível. Os testes iniciais mostraram que o uso dos ácidos graxos retirados desta macrófita, cujo um dos nomes populares é Jacinto-de-água, resulta em um biodiesel de qualidade superior a exigida pelos parâmetros da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) do Brasil.

O trabalho foi publicado na revista Scientific Reports, uma das revistas científicas da Nature, de classificação de Qualis A1 e fator de impacto de 4,6. A pesquisa é resultado, em sua maior parte, do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de uma acadêmica da Engenharia Ambiental, Aricely Aparecida Silva Leite, orientada pela professora Dra. Leila Cristina Konradt Moraes. Os dados do TCC foram ajustados e analisados estatisticamente para a publicação.

O trabalho contou com a colaboração dos alunos Thiago Luis Aguayo de Castro, João Paulo Aquino Correa e Luciana Vincenzi Weber, das pós-doutorandas Dra. Carmem Cícera Maria da Silva e Dra. Rosangela Maria Ferreira da Costa e Silva, além da professora Dra. Claudia Andrea Lima Cardoso.

O grupo continua as pesquisas atualmente avaliando a E. crassipes e outras macrófitas, em diferentes habitats, para a produção de biodiesel. A E. crassipes é nativa do Sul da América, tem alta capacidade de propagação em meios eutrofizados (ambientes com acúmulo de resíduos orgânicos ricos em carbono, nitrogênio e fósforo) e se adapta a diversos ambientes, sendo considerada uma possível solução para descontaminação de ambientes aquáticos por diversas pesquisas. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mulher mata companheiro com golpe de faca no pescoço
DOURADOS

Mulher mata companheiro com golpe de faca no pescoço

Após oito dias, incêndio no Parque Nacional do Itatiaia é extinto
MEIO AMBIENTE

Após oito dias, incêndio no Parque Nacional do Itatiaia é extinto

EM PAUTA

Barroso diz ver 'potencialidades' na IA, mas afirma que 'massificação da desinformação' preocupa

Ossuna Braza e Marcos Assunção abrem o Som da Concha 2024; show será no dia 7 de julho
ENTRETENIMENTO

Ossuna Braza e Marcos Assunção abrem o Som da Concha 2024; show será no dia 7 de julho

A discussão sobre o Aborto....
ARTIGO

A discussão sobre o Aborto....

BR-262

Quatro são presos por tráfico e carga de droga é interceptada

BRASIL

Grandes usinas solares igualam capacidade da hidrelétrica de Itaipu

ESPORTES

Corumbaense goleia Novo e chega invicto à decisão do Estadual Sub-13E

DEBATE

Operadoras poderão ser obrigadas a oferecer planos de saúde individuais

CULTURA

IV Feira da Literatura de MS começa na quarta-feira em Dourados

Mais Lidas

OPORTUNIDADE

Frigorífico abre 360 vagas de emprego em Dourados

DOIS IRMÃOS DO BURITI

Prefeitura de MS abre concurso com salários que ultrapassam R$ 14 mil

CAMPO GRANDE

PMs sequestraram motorista de caminhão para roubar droga

DOURADOS

Final de semana permanece quente e seco, mas temperatura despenca nos próximos dias