Menu
Busca terça, 04 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
BRASIL

Partido questiona norma que admite cobrança de tarifa de cheque especial sem utilização do serviço

14 janeiro 2020 - 09h42Por Assessoria/STF

O partido Podemos ajuizou no Supremo Tribunal Federal (STF) ação contra a resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) que passou a admitir a cobrança de tarifa pela oferta de cheque especial por instituições financeiras mesmo que o serviço não seja utilizado. A matéria é objeto da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 645, distribuída ao ministro Gilmar Mendes.

A Resolução 4.765/2019 do CNM possibilita a cobrança de 0,25% pelo crédito automático em conta de depósitos à vista de pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEI) para limites superiores a R$ 500 – o que, para o Podemos, interfere em regras de livre concorrência em relações contratuais privadas para beneficiar instituições financeiras e onera o consumidor. Ao admitir a cobrança de tarifa pela mera possibilidade do uso de serviço de crédito, segundo o partido, o ato normativo eleva as tarifas bancárias ao status de tributo, “subvertendo completamente a relação consumerista cliente-banco, equiparando-a à relação tributária cidadão-Estado”.

Ainda de acordo com o Podemos, o argumento utilizado pelo CMN de que a tarifa favoreceria a melhor concessão de limite pelas instituições financeiras e a utilização racional do cheque especial pelos clientes parte do pressuposto de que o poder público teria legitimidade para tutelar as escolhas individuais dos cidadãos, o que fere a dignidade da pessoa humana, o exercício da cidadania e o princípio da isonomia, pois não alcança as pessoas jurídicas. A resolução também afetaria os próprios bancos, ao impedir que formulem estratégias negociais visando à maior eficiência econômica e à competitividade, em ofensa aos princípios da livre iniciativa e da livre concorrência.

O partido pede que o STF declare que o CMN não tem competência para editar norma que preveja a cobrança de tarifa pela mera disponibilização, quando não utilizado, de cheque especial concedido por instituições financeiras em conta de depósitos à vista titulada por pessoas naturais e por microempreendedores individuais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Polícia recolhe filhote de jacaré abandonado por adolescentes em Pet Shop
ESTADO
Governo investe mais de R$ 5,3 milhões em bolsas de estudo com foco no avanço da ciência e da tecnologia
REGIÃO
Casal de traficantes capota veículo com bebê e mais de 350 kg de maconha
BRASIL
Resultado da segunda chamada do Prouni já está disponível
SAÚDE & BEM - ESTAR
Hipnose clínica: saiba seus benefícios e indicações
DOURADOS
Polícia prende autor de roubo a motorista de aplicativo de transporte
EDUCAÇÃO
UNIP POLO DOURADOS-MS
DOURADOS
Nova leva de multas do CCZ pela Lei da Dengue passa de R$ 120 mil
DOURADOS
Gestante é agredida com chutes durante assalto e sofre tentativa de estupro
ESTADO DE ATENÇÃO
Há quase um mês sem chuvas expressivas, Dourados tem alerta por baixa umidade do ar

Mais Lidas

TRÁFICO DE DROGAS
Força Aérea persegue pilotos que sobrevoavam MS com mais de 1 t de cocaína
DOURADOS
Quatro pessoas são presas acusadas de fazerem parte de facção criminosa
CORONAVÍRUS
Dourados confirma o 57º óbito e chega a 4.357 casos registrados desde o início da pandemia
DOURADOS
Condutor de veículo que atropelou ciclista e fugiu sem prestar socorro é identificado