Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021
(67) 99257-3397
SAÚDE

Pandemia impacta saúde mental de profissionais da linha de frente

10 abril 2021 - 18h00Por Agência Brasil

Após um ano de pandemia de coronavírus, os trabalhadores da área da saúde sentem impactos na saúde mental, segundo pesquisa do Núcleo de Estudos da Burocracia da Fundação Getulio Vargas (FGV). O estudo ouviu 1.829 profissionais de diversos campos em todas as partes do país e 80% deles disseram que tiveram algum problema de saúde mental ao longo do último ano. Participaram do estudo médicos, enfermeiros, agentes de saúde comunitária, fisioterapeutas, entre outros.

Essa é a quarta etapa da pesquisa, iniciada em abril de 2020, que vem acompanhando as percepções dos profissionais de saúde. “O que a pesquisa mostra é que a situação deles piorou em termos emocionais e da própria saúde. Porque eles estão há um ano na ativa, sem parar, sem licença ou descanso, ao mesmo tempo que as condições materiais deles não melhoraram”, diz uma das autoras do estudo, a pesquisadora da FGV Gabriela Lotta.

Gabriela explica que a amostra não foi coletada aleatoriamente, o que não permite dizer que a amostra represente exatamente a situação dos profissionais de saúde do país. “Mas ela dá um bom quadro de como está a situação dos profissionais no Brasil”, explica.

Apesar do tempo lidando com pacientes com covid-19, mais de dois terços (69%) dos profissionais disseram não se sentir preparados para lidar com a pandemia. A grande maioria, 87%, disse sentir medo e 67% ansiedade. Outros sentimentos presentes foram cansaço (58%) e tristeza (50%).

Apenas 19% disseram ter tido algum tipo de suporte de saúde mental. “Eles estão em sofrimento e não têm recebido apoio para lidar com esse sofrimento”, disse Lotta.

Para a pesquisadora, os dados mostram que houve pouco avanço para lidar com a doença. “A gente não melhorou em quase nada a preparação dos nossos profissionais, distribuição de equipamentos, treinamento. A gente está colocando os nossos profissionais a risco de morte”, diz.

Entre os pesquisados, 31% disseram já ter tido covid-19 e 86% foram vacinados contra a doença.

A reportagem da Agência Brasil entrou em contato com o Ministério da Saúde, mas não obteve resposta sobre os resultados da pesquisa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Droga apreendida em entreposto pesou mais de 3,2 toneladas
DOURADOS
Droga apreendida em entreposto pesou mais de 3,2 toneladas
BRASIL
Covid-19: estados pedem manutenção de financiamento de leitos de UTI
MS
Após estuprar filhos por três anos, professor é condenado a 48 anos de prisão
Polícia Civil prende homem acusado de extorsão contra a ex-esposa
TRÊS LAGOAS
Polícia Civil prende homem acusado de extorsão contra a ex-esposa
Mato Grosso do Sul recebe novo lote com 51.500 doses da vacina contra Covid-19
PANDEMIA
Mato Grosso do Sul recebe novo lote com 51.500 doses da vacina contra Covid-19
DOURADOS
Viva Mulher já atendeu 172 casos de violência doméstica em 2021
LEGISLATIVO DE MS
Barbosinha pede aumento de repasses do Estado para Funsaud de Dourados
COVID-19
Saúde suspende vacina da AstraZeneca para grávidas em MS
PORTO MURTINHO
Jovem é preso após furto em pousada
TRÊS LAGOAS
Homem é preso transportando cerca de 200 kg de maconha para São Paulo

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
INDÁPOLIS
Homem assassinado em distrito sofreu vários golpes de facão e teve mão decepada
DOURADOS
Juiz manda Câmara exonerar nomeados e realizar novo concurso público