sábado, 22 de junho de 2024
Dourados
19ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

ONU aprova proposta do Brasil de inspeção nuclear

03 novembro 2004 - 18h25

A agência nuclear da ONU deu sua aprovação preliminar à proposta de inspeção feita pelo Brasil, indicando que o impasse de meses sobre o enriquecimento de urânio poderia estar no fim, disseram diplomatas na quarta-feira. Apesar de a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) não ter tomado nenhuma decisão definitiva, especialistas do órgão disseram que, aparentemente, o plano permitiria à agência obter garantias de que a usina de enriquecimento de urânio de Resende não está desviando urânio enriquecido para atividades secretas de desenvolvimento de armas atômicas. "Eles (os inspetores da ONU) aprovaram, de modo geral, a proposta brasileira, que é baseada na que a AIEA usa para inspecionar o Urenco", disse um diplomata ocidental. O Urenco é um consórcio holandês, britânico e alemão para o enriquecimento de urânio. O enriquecimento é um processo de purificação do urânio que permite que ele seja utilizado como combustível para usinas nucleares ou para a construção de bombas atômicas. O urânio para uso em armas normalmente é 20 vezes mais puro que o utilizado em usinas nucleares. A aprovação preliminar aconteceu depois da análise das observações feitas pelos inspetores da ONU no Brasil no mês passado. O diplomata disse que a AIEA não terá acesso total à instalação de enriquecimento de urânio, mas veria o suficiente para ter certeza de que nenhum material poderia ser desviado sem seu conhecimento. A proposta brasileira permite a inspeção das tubulações, das válvulas e das conexões das centrífugas da planta de Resende, mas o corpo das centrífugas permaneceria coberto. A AIEA não quis fazer comentários sobre o assunto. A ONU e os Estados Unidos pressionam o Brasil para solucionar o impasse, para que não criem um precedente que poderia ser usado como exemplo por países como Irã e Coréia do Norte. A planta de Resende só poderá começar a enriquecer urânio depois da aprovação da ONU. O governo diz que a tecnologia doméstica utilizada nas centrífugas é 30% mais eficiente e 25% mais barata que a usada na maioria das plantas norte-americanas, por isso o temor de que haja espionagem industrial. O Brasil possui a sexta maior reserva conhecida de urânio do mundo.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia apreende drogas em Mundo Novo e identifica adolescente infrator
TRÁFICO

Polícia apreende drogas em Mundo Novo e identifica adolescente infrator

BRASIL

Lula diz que sancionará projeto que libera cassinos e jogos de azar

VIOLÊNCIA

Morto pelo Batalhão de Choque era Policial suspeito de roubo

Luta dos Bombeiros contra o fogo no Pantanal é contínua e emociona
MEIO AMBIENTE

Luta dos Bombeiros contra o fogo no Pantanal é contínua e emociona

RIO BRILHANTE 

Incêndio deixa mulher e sobrinho com queimaduras de 3º grau

PRAZO

Professores de ao menos 25 universidades decidiram pelo fim da greve

Polícia elucida roubo, recupera moto desmontada e prende o receptador

LOTERIA

Quina de São João: veja quanto rende o prêmio de R$ 220 milhões

AMAMBAI 

Ao sair de mercado, casal é feito refém e tem caminhonete roubada

BRASIL

Justiça condena Lula e Boulos por propaganda eleitoral antecipada

Mais Lidas

DOURADOS

Ladrões fazem 'arrastão' e levam quatro caminhonetes durante a madrugada

BIOGRAFIA

Gretchen revela traição do pai de Thammy e cantor Chrystian com chacretes

MARCELINO PIRES

Funcionário de supermercado é detido após desviar mais de R$ 2,4 mil do caixa em Dourados

CRIME

Polícia recupera caminhonete e prende quadrilha que fez 'arrastão' em Dourados