Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
SAÚDE

Óleo da maconha é eficaz no tratamento da epilepsia, diz estudo

08 agosto 2020 - 14h40Por G 1

A eficácia do canabidiol (CBD), óleo extraído da maconha, foi comprovada para o tratamento da epilepsia por uma pesquisa da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

De acordo com Antônio Carlos Pinheiro de Oliveira, professor do departamento de farmacologia da UFMG e responsável pelo estudo, além de praticamente abolir as crises, o óleo tem um efeito neuroprotetor, que protege os neurônios durante os ataques epiléticos, evitando a morte deles e a inflamação do cérebro.

“Ele, de fato, diminui as crises epiléticas em animais e, de forma muito potente, inclusive”, explica o professor sobre a pesquisa que foi realizada em animais e células que foram estudadas em placas de laboratório.

Benício, de 12 anos, começou a usar o óleo há sete anos e teve as convulsões reduzidas de 30 a 60 por mês para uma ou duas no mesmo período, e nunca mais precisou ser hospitalizado. Leandro Ramires, pai do menino e presidente da Associação Brasileira de Pacientes de Cannabis Medicinal, luta há anos pelo uso do medicamento e recente conseguiu a autorização da justiça para plantar a maconha e fazer a extração do óleo para o tratamento do filho.

As crises epiléticas podem causar uma série de distúrbios neurológicos e fisiológicos, como perda da memória, da capacidade de concentração e ainda desencadear problemas psiquiátricos, salienta o pesquisador da UFMG.

Após concluída a eficácia do canabidiol, foi pesquisado como a substância atua nas células para produzir esse efeito. Segundo Oliveira, o óleo atua em uma proteína que temos dentro de uma célula específica do corpo. Essa membrana também tem participação em outras doenças, além da epilepsia.

“É como se fosse um dominó, uma peça que interage com a outra”, reitera o responsável pela pesquisa.

De acordo com Oliveira, os estudos sobre os efeitos do óleo vão continuar. “Precisamos entender o mecanismo de ação. Se entendermos o mecanismo de ação, podemos prever os efeitos terapêuticos e talvez prever efeitos colaterais”.

Ainda não há comprovação da substância para outras doenças. Em 2014, o Conselho Federal de Medicina autorizou o uso e prescrição do CBD para o tratamento de epilepsia em crianças e adolescentes, que já tentaram tratamentos convencionais e não tiveram resultado. Neste ano, o canabidiol chegou nas farmácias do Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MATO GROSSO DO SUL
Com apoio do governo federal, MS tenta controlar focos de calor no Pantanal
NOVA ANDRADINA
Condutor com mais de 180 kg de maconha tenta fugir mas é capturado pela PRF
ECONOMIA
Estudo da FGV aponta que pandemia provocou queda de renda de 20,1%
REGIÃO
Carro com placas de São Paulo é flagrado com mais de 300 quilos de maconha em MS
COVID-19
Saúde atualiza números da pandemia do coronavírus e Brasil tem 363 novos óbitos
TRÁFICO DE DROGAS
PRF apreende 200 kg de maconha dividida em fardos em Bataguassu
POLÍTICA
Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decide que Cristiane Brasil continuará presa
ÁGUA CLARA
Após perseguição, traficante abandona acompanhante e carro com 64 kg de maconha
R$ 381 MIL
Idosa leva multa por incêndio em área de 95 hectares de vegetação nativa
BRASIL
Marco Aurélio, do STF, recebe alta após passar por cirurgia no joelho

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher estaciona em vaga preferencial e é xingada por médico
RIO BRILHANTE
Homem de 56 anos cai de trator e morre atropelado em fazenda
DOURADOS
GM flagra aglomeração no centro e três são presos
POLÍCIA
Braço direito de "Marcelo Piloto" é preso no Paraguai