Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
NOVA DATA

Obrigatoriedade do extintor tipo ABC começa em outubro

18 junho 2015 - 07h54

O Ministério das Cidades anunciou nesta quarta-feira, dia 17 de junho, que o prazo para a obrigatoriedade do extintor veicular do tipo ABC foi adiado para o dia 1º de outubro. Antes, a data prevista era 1º de julho. Esta é a terceira vez que a exigência é prorrogada: esta medida havia sido anunciada na última semana, mas a data não estava definida.

O motivo do adiamento continua o mesmo: falta de produto. O Ministério das Cidades, ao qual o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) é vinculado, disse que a Associação Brasileira das Indústrias de Equipamentos Contra Incêndio e Cilindros de Alta Pressão alega "falta de tempo hábil para abastecer o mercado".

O primeiro adiamento do prazo ocorreu no começo do ano. A multa pela falta do extintor começaria em 1º de janeiro e provocou uma corrida às lojas e postos, mas, no dia 7 daquele mês, o governo mudou a data para 1º de abril.

Quando entrar em vigor, a fiscalização irá punir com multa de R$ 127,69, além de 5 pontos na carteira de habilitação, os motoristas que trafegarem com extintor que não seja do tipo ABC.

###Qual a diferença, e quem deve trocar?
O extintor do tipo ABC é mais completo do que o BC, utilizado por alguns veículos. O novo modelo, segundo o Denatran, também é eficaz no combate a incêndios em materiais como madeira e tecidos, comuns no interior dos carros. O extintor ABC tem validade de 5 anos.

Uma resolução do Contran de 2004 estabeleceu que, a partir de 2009, todos os veículos deveriam sair de fábrica com o extintor do tipo ABC. Porém, a medida foi derrubada, e voltou a valer em 2009. Com isso, mesmo modelos produzidos entre 2004 e 2009 podem conter o equipamento do tipo BC.

Vale lembrar que o adiamento não desobriga o uso de um extintor automotivo, com prazo de validade em vigência. O não uso ou o uso de um item vencido também é passível de multa.

###Alerta para extintores adulterados
Na última terça (16), a Associação Nacional dos Detrans (AND) divulgou comunicado, alertando para a venda de extintores com data de validade ou de fabricação adulteradas.

A adulteração é feita na data de fabricação, validade ou no tipo do extintor, que deve ter validade de 5 anos. Algumas pistas de irregularidade são sinais de raspagens ou adesivos colocados por cima das datas.

Apenas no Paraná são pelo menos 10 casos por dia nas vistorias, diz a AND. Houve apreensões em São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Técnico agrícola é flagrado com veículo “recheado” de cigarros contrabandeados
SAÚDE
Mortes e casos graves após cirurgias plásticas na fronteira geram denúncia no MP de Dourados
CAGED
Dourados volta a crescer na geração de emprego e acumula saldo superior a 500 novas vagas
SANEAMENTO E LOGÍSTICA
Governador vem a Dourados na sexta lançar e entregar obras
BRASIL
Falta de acordo cancela sessão do Congresso
ECONOMIA
Ex-ministro da Agricultura enaltece o crescimento do agronegócio em MS
CLIMA QUENTE
Termômetros chegam a quase 39°C e calor bate recorde em Dourados
CAGED
Criação de empregos em agosto atinge melhor nível em nove anos
TRÁFICO DE DROGAS
Civil de Nova Andradina incinera quase uma tonelada de entorpecentes
DECIBÉIS
Defesa de alvos de operação alega falta de “elementos concretos” para mandados

Mais Lidas

REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Disputa pela prefeitura tem dois milionários e total de bens chega a R$ 13 milhões
CAPITAN BADO
Ataque de pistoleiros a veículo deixa dois mortos na fronteira