Menu
Busca sexta, 23 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
PRESO

Novo laudo do IML reafirma que Maluf pode cumprir pena em presídio

09 janeiro 2018 - 18h50Por Agência Brasil

O Instituto Médico Legal (IML) do Distrito Federal concluiu um novo laudo no qual afirma que não há impedimentos para que deputado Paulo Maluf (PP-SP) continue preso na Penitenciária da Papuda, em Brasília. O deputado cumpre pena definitiva de sete anos e nove meses, definida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O novo laudo, entregue ontem (8) à Justiça, foi realizado para responder a 32 novos questionamentos elaborados pelos advogados do parlamentar, que não concordaram com o primeiro laudo realizado pelos peritos, que chegaram à mesma conclusão.

Com base nas informações enviadas, o juiz Bruno Aielo Macacari decidirá se Maluf vai continuar preso ou poderá cumprir prisão domiciliar. Antes da decisão, o magistrado deve colher parecer do Ministério Público e a manifestação da própria defesa. A defesa do deputado, de 86 anos, alega que ele deve cumprir prisão domiciliar porque sofre de câncer de próstata, problemas cardíacos e na coluna, além de hérnia de disco.

“Acostou-se o laudo da perícia médica do IML, com as respostas aos quesitos formulados pela defesa, no qual se concluiu que o sentenciado está acometido de doenças graves, mas sem indicação de que há algum impedimento ao cumprimento da pena privativa de liberdade recolhido no Centro de Detenção Provisória - CDP, desde que assistido pela equipe médica”, diz trecho de uma decisão anexada ao processo.

Maluf foi condenado por receber propina em contratos públicos com as empreiteiras Mendes Júnior e OAS quando era prefeito de São Paulo (1993-1996). Os recursos teriam sido desviados da construção da Avenida Água Espraiada, hoje chamada Avenida Roberto Marinho. O custo total da obra foi cerca de R$ 800 milhões.

As investigações se arrastaram por mais de dez anos, desde a instauração do primeiro inquérito contra o ex-prefeito, ainda na primeira instância da Justiça. Os procuradores do Ministério Público estimaram em US$ 170 milhões a movimentação total de recursos ilícitos. O Supremo assumiu o caso após a eleição de Maluf como deputado federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Ladrão passa a mão em partes íntimas da vítima e rouba mochila com pertences
ECONOMIA
Desperdício de água em Três Lagoas é controlado com ajuda da Telemetria
COSTA RICA
Jovem embriagado é preso por tentar enforcar idosa de 90 anos
FREE PASS
Operação da PF mira contrabandistas de cigarros no Sul do Estado
TRÁFICO
Cocaína avaliada em mais de R$ 5 milhões é apreendida em MS
DOURADOS NEWS PERGUNTA
Como acabar com a fila de espera por vagas nos Ceim's de Dourados?
LOTERIA
Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 38 milhões
TV DOURADOS NEWS
Apesar da pandemia, Rede Feminina de Combate do Câncer continua atendendo em Dourados
TRANSPORTE
Agepan autoriza novos horários para a linha Três Lagoas-Campo Grande
PRAZO
Pedidos de isenção da taxa dos vestibulares da UFGD terminam hoje

Mais Lidas

DOURADOS
Carona de motociclista que morreu em acidente com carreta corre risco de ter perna amputada
DOURADOS
Vítima de acidente na Marcelino Pires morre na mesa de cirurgia
FEMINICÍDIO
Agredida a tijoladas, mulher morre em Dourados após nove dias de internação
POLÍCIA
Carona de motociclista que morreu em acidente é transferida para o Hospital Universitário