Menu
Busca domingo, 24 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
BRASIL

Na posse da Fazenda, Dilma elogia Levy, mas cobra ajuste e crescimento

21 dezembro 2015 - 20h35

Ao iniciar seu discurso na cerimônia de posse dos novos ministros da Fazenda e do Planejamento, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (21) que a presença de Joaquim Levy nos primeiros 12 meses de seu segundo mandato foi "decisiva" para que o governo realizasse "ajustes imprescindíveis". Levy deixou o governo federal na última sexta-feira (18), substituído por Nelson Barbosa, que comandava o Ministério do Planejamento.

Apesar dos elogios públicos na despedida a Joaquim Levy, a presidente da República aproveitou seu discurso na solenidade de posse para mandar um recado aos novos titulares da Fazenda e do Planejamento, fazendo, indiretamente, coro às críticas que o ex-ministro sofreu do PT no período em que integrou o primeiro escalão, inclusive, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em um dos trechos da sua fala, Dilma destacou que uma das tarefas de Nelson Barbosa e Valdir Simão será "contagiar a sociedade com a crença de que equilíbrio fiscal e crescimento econômico podem e devem vir juntos".

"Experiência e competência ambos [Barbosa e Simão] têm de sobra. Conhecem a administração pública e participaram da maioria dos programas prioritários que implementamos ao longo dos últimos anos. Estão prontos para a equipe do equilíbrio fiscal e retomada do crescimento", observou Dilma.

Ao longo de 2015, petistas e integrantes do governo que tinham uma visão crítica em relação ao trabalho de Levy reclamaram que o então ministro da Fazenda não apresentava propostas de crescimento para o país, limitando-se, segundo eles, a executar uma política de ajuste fiscal no país. O próprio Nelson Barbosa protagonizou, em diversas ocasiões, embates com o colega da Fazenda por divergir de propostas mais ortodoxas de Levy para a economia.

"Minhas primeiras palavras são de agradecimento ao ministro Joaquim Levy. Sua presença à frente da Fazenda foi decisiva para que fizéssemos ajustes imprescindíveis. Sua dedicação, assim como seu trabalho, ajudaram na legislação fiscal mesmo em ambiente de crise política", destacou a presidente na solenidade.
"Joaquim Levy, cuja competência já era conhecida, revelou grande capacidade de agir com serenidade e eficiência sob intensa pressão", concluiu a petista. (G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Primeira lista de vacinados contra Covid-19 inclui jovem 18 anos e idoso centenário
DOURADOS
Primeira lista de vacinados contra Covid-19 inclui jovem 18 anos e idoso centenário
Ministério da Saúde registra 62.334 novos casos de covid-19
BRASIL
Ministério da Saúde registra 62.334 novos casos de covid-19
Prazo para inscrição no Vestibular UEMS 2021 termina hoje
ESTADO
Prazo para inscrição no Vestibular UEMS 2021 termina hoje
Segunda etapa do Enem acontece neste domingo
BRASIL
Segunda etapa do Enem acontece neste domingo
MS recebe hoje carregamento com vacinas de Oxford
COVID-19
MS recebe hoje carregamento com vacinas de Oxford
PANDEMIA
PGR pede abertura de inquérito sobre conduta de ministro da Saúde
PANDEMIA
Dourados tem 91% de ocupação de leitos de UTI/SUS
DOURADOS
Inscrições para processo seletivo do Sebrae encerram terça-feira
PANDEMIA
Fiocruz aplica as primeiras doses da vacina de Oxford vinda da Índia
BATAGUASSU
Homem cai de embarcação e desaparece em lago da Usina Sérgio Mota

Mais Lidas

CENTRO
Primeiro acidente de trânsito com vítima fatal neste ano é registrado em Dourados
TRAGÉDIA
Segundo acidente de trânsito com vítima fatal é registrado em Dourados
TRAGÉDIA
Vídeo mostra momento exato de acidente com vítima fatal em Dourados
DOURADOS
Motociclista que morreu após colisão em cruzamento invadiu via preferencial