Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
VERDE AMARELO

MPT alerta sobre efeitos da MP 905 em audiência pública no Senado

26 novembro 2019 - 20h20Por Da Redação

O Ministério Público do Trabalho (MPT) alertou nesta segunda-feira, dia 25 de novembro, sobre os efeitos da Medida Provisória nº 905/2019, que institui o contrato de trabalho Verde e Amarelo, durante audiência pública realizada no Senado Federal. O debate ocorreu na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) e também teve como objetivo discutir os impactos das Propostas de Emenda à Constituição (PECs) que integram o Plano Mais Brasil: as PECs 186/2019, 187/2019 e 188/2019. A audiência foi proposta pelo presidente da comissão, senador Paulo Paim (PT-RS).

De acordo com o secretário de Relações Institucionais da Procuradoria-Geral do Trabalho (PGT), Mário Amazonas, as mudanças na legislação trabalhista promovidas pela MP 905/2019 retiram direitos sociais e representam prejuízo para a classe trabalhadora, ao alterar 135 artigos da CLT. Entre os itens considerados inconstitucionais ele enumerou a diminuição do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), de 40% para 20% no caso de demissão, a redução da multa em caso de demissão sem justa causa e mudanças nas regras relativas ao repouso semanal remunerado.

O procurador também discordou do dispositivo que Institui o Conselho do Programa de Habilitação e Reabilitação Física e Profissional sem a participação das representações dos trabalhadores. Para ele, a medida representa um ataque a fiscalização do trabalho e aos poderes do MPT e vai contribuir ainda mais com o aumento do índice de acidentes e mortes em decorrência de descumprimento da legislação trabalhista. “Entre 2012 e 2018 houve 4,5 milhões de acidentes do trabalho. 740 mil acidentes com cortes ou lacerações. 610 mil acidentes com fraturas, 40 mil acidentes com amputações e 16,5 mil acidentes com mortes no Brasil.  Dados recolhidos do trabalho forma, imagine a subnotificação”, informou.

Durante a fala de Márcio Amazonas, o senador Paulo Paim, que conduzia o debate, registrou que quase 2 mil emendas foram apresentadas à medida provisória. Segundo ele, o número representa um recorde de sugestão de mudanças no texto original em toda história da República.

Alterações

Entre outras mudanças, a MP cria uma modalidade de contratação destinada à criação de novos postos de trabalho para as pessoas entre 18 e 29 anos, para fins de registro do primeiro emprego em Carteira de Trabalho e Previdência Social, limita a contratação total de trabalhadores na modalidade Contrato de Trabalho Verde e Amarelo a 20% do total de empregados da empresa, permite a contratação de trabalhadores com salário-base mensal de até um salário-mínimo e meio nacional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Foragido da Justiça de 19 anos sofre tentativa de homicídio na fronteira
PRESIDENTE INVESTIGADO
STF tira do plenário virtual discussão sobre depoimento de Bolsonaro
TRÁFICO
Traficante de disk-droga é preso com porções de cocaína, moto e dinheiro
AJUDA
Caixa detalha calendário de pagamentos do auxílio emergencial extensão
CAPITAL
Hóspede é encontrado morto dentro de banheiro de hotel
FUTEBOL
CBF divulga tabela da 16ª à 20ª rodada; Fla fará dois jogos em 50 horas
REGIÃO
Polícia desarticula grupo que agia em cidades da região do Vale do Ivinhema
MADEIRA
Queimadas no Pantanal destroem oito pontes nas MS-243 e MS-195
BONITO
Vítima de estelionato arma emboscada e ajuda a prender golpista
TECNOLOGIA
Aplicativo do Detran-MS recebe atualização para serviços pelo celular

Mais Lidas

REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Disputa pela prefeitura tem dois milionários e total de bens chega a R$ 13 milhões
CAPITAN BADO
Ataque de pistoleiros a veículo deixa dois mortos na fronteira