Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
BRASIL

MPF processa Graça Foster e Guido Mantega por prejuízos à Petrobras

06 dezembro 2017 - 19h20Por Agência Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro está processando, por improbidade administrativa, a ex-presidente da Petrobras Graça Foster e o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, por manipulação de preços de combustíveis e consequente prejuízo bilionário à estatal. A informação foi divulgada em nota, nesta quarta-feira (6), pela assessoria do MPF.

Além de Graça e Mantega são processados na ação civil pública, por condução indevida de preços da gasolina e do diesel, outros cinco ex-integrantes do Conselho de Administração da companhia: Miriam Belchior, Francisco Roberto de Albuquerque, Luciano Coutinho, Marcio Zimmermann e José Maria Ferreira Rangel.

De acordo com o MPF, parte dos membros do Conselho de Administração à época, principalmente os indicados pelo governo, deliberaram, entre o final de 2013 e outubro de 2014, por manter uma política de retenção de preços dos combustíveis e a defasagem em relação ao mercado internacional, contrário aos interesses da Petrobras.

“Em realidade, eles atuavam segundo orientação do governo federal, que intentava segurar a inflação, tendo em vista as eleições presidenciais de 2014”, destacaram os procuradores da República Claudio Gheventer, Gino Augusto de Oliveira Liccione, André Bueno da Silveira e Bruno José Silva Nunes, autores da ação.

O MPF quer ainda que a União, acionista controladora da Petrobras, seja condenada a ressarcir a estatal por usá-la indevidamente para combater a inflação.

“Estima-se que essa política de retenção de preços, que provocou grande defasagem entre o preço de importação da gasolina e do diesel e o preço de venda desses produtos no mercado interno, causou um prejuízo de dezenas de bilhões de reais, sendo, junto com as perdas sofridas em razão da corrupção que assolou a companhia, desvendada pela Operação Lava Jato, uma das causas da grave crise financeira enfrentada pela Petrobras nos dias atuais”, concluíram os procuradores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MATO GROSSO DO SUL
Fundação de Cultura prorroga inscrições de três editais até segunda-feira
DOURADOS
Funcionário do CCZ é agredido a pauladas durante trabalho de fiscalização
BRASIL
Governo pretende economizar R$ 97 milhões com licitação centralizada
CENTRAL DO CIDADÃO
Com queda constante de energia e calorão, Secretaria proíbe ventiladores de servidores em repartição pública
CRIME AMBIENTAL
Comerciante é multado em quase R$ 13 mil por desmatamento
CAMPO GRANDE
Detran-MS e BPMTran recuperam moto furtada em agosto
REGIÃO
Veículo utilizado em crimes é apreendido pela polícia em Aparecida do Taboado
PATRULHAMENTO
PM captura foragido da Justiça pelo crime de estupro em Costa Rica
CORREÇÃO
Polícia diz que se enganou e assassino de ator e os pais não foi preso
FUTEBOL
Botafogo demite técnico Bruno Lazaroni, com menos de um mês no cargo

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade