Menu
Busca quarta, 25 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
POLÍTICA

MPF defende anulação dos atos de Alvim na Secretaria de Cultura

20 janeiro 2020 - 22h20Por G1

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), que integra o Ministério Público Federal, divulgou documento nesta segunda-feira, dia 20 de janeiro, em que defende a anulação de todos os atos de Roberto Alvim à frente da Secretaria Especial de Cultura do governo federal.

A representação também pede que Alvim seja responsabilizado, nas esferas administrativa e criminal, pelo vídeo com referências estéticas e discurso semelhante ao do ministro da Propaganda de Adolf Hitler, Joseph Goebbels. O vídeo foi divulgado na noite da última quinta-feira (16), e Alvim, demitido pelo presidente Bolsonaro na sexta (17).

O documento será analisado pela Procuradoria da República do Distrito Federal, que vai decidir se encaminha as ações à Justiça. No documento, a PFDC não aponta quais crimes poderiam ser indicados na ação judicial, mas cita precedente do Supremo Tribunal Federal (STF) que equiparou a apologia ao nazismo ao crime de racismo, que é imprescritível.

A procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, afirma na representação que os processos tornariam evidente "que não há espaço, no Estado brasileiro, para flertes com regimes autoritários que fizeram da superioridade racial política de governo".

Prêmio das Artes

O vídeo divulgado por Roberto Alvim e com referências à estética nazista tratava do lançamento do Prêmio Nacional de Artes, que promete distribuir mais de R$ 20 milhões para patrocinar produções inéditas em cultura. Até esta segunda (20), o edital ainda não tinha sido publicado.

Na representação, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão também defende que esse edital seja anulado, assim como as nomeações de equipe que tiverem sido assinadas pelo então secretário.

"A mera destituição do cargo não é resposta suficiente a uma conduta que atinge os valores estruturantes da Constituição brasileira", diz o texto.

Discurso a atores x discurso sobre prêmio de arte

O discurso de Goebbels consta do livro “Joseph Goebbels: Uma biografia”, do historiador alemão Peter Longerich. O vídeo com a declaração de Alvim foi postado na página da Secretaria Especial de Cultura no YouTube, e deletado após a polêmica e a exoneração do secretário.

O vídeo ganhou grande repercussão nas redes sociais e tanto o nome do secretário Alvim quanto o de Goebbels foram parar entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Programa estadual financia pesquisa com medicamentos anticâncer
Óculos de sol fazem mesmo a diferença?
SAÚDE & BEM - ESTAR
Óculos de sol fazem mesmo a diferença?
POLÍCIA
Dupla em motocicleta executa morador a tiros em bairro da Capital
TEMPO
Quarta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
CAMPO GRANDE
Trabalhador morre após ser atropelado por máquina agrícola em fazenda
IMBRÓGLIO DIPLOMÁTICO
Eduardo Bolsonaro ataca a China em post; embaixada repudia
POLÍCIA
Defesa de assassino alega legítima defesa, família de vítima contesta
PORTO ALEGRE
Funcionária do Carrefour que filmou assassinato de João Alberto é presa
Estuprada pelo cunhado, adolescente será ouvida em depoimento especial
JUSTIÇA
Mãe e filho são proibidos de publicar ofensas em rede social

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel no Centro de Dourados
ENTERPRISE
Operação contra tráfico internacional de cocaína cumpre mandado de prisão em Dourados
CAPITAL
Funcionária de restaurante é presa em flagrante após furtar dinheiro do caixa
CRIME BÁRBARO
Suspeita de esquartejar e colocar corpo de namorado em malas se entrega à polícia