Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
MINAS GERAIS

Morre mais uma pessoa internada após consumir cerveja contaminada

09 março 2020 - 15h35Por Agência Brasil

Mais uma pessoa hospitalizada após ingerir cervejas da empresa mineira Backer morreu em Belo Horizonte (MG). O nome da vítima, que morreu neste domingo (8), ainda não foi confirmado pelas autoridades mineiras. Mas a Polícia Civil informou que se trata do sétimo óbito após internação por síndrome nefroneural atribuída à intoxicação por dietilenoglicol.

Substância tóxica usada em sistemas de refrigeração devido a suas propriedades anticongelantes, o dietilenoglicol foi encontrado em dezenas de lotes de diferentes rótulos de cervejas produzidas pela cervejaria mineira Backer. Todas as pessoas que apresentaram sintomas da síndrome nefroneural tinham consumido a bebida pouco tempo antes – o que levou as autoridades a investigarem a fábrica e as cervejas da Backer.

As pessoas hospitalizadas apresentaram sintomas semelhantes – insuficiência renal aguda de evolução rápida (ou seja, que levou a pessoa a ser internada em até 72 horas após o surgimento dos primeiros sintomas) e alterações neurológicas centrais e periféricas que podem ter provocado paralisia facial, embaçamento ou perda da visão, alteração sensório, paralisia, entre outros sintomas.

Até a publicação desta reportagem, a Secretaria de Saúde de Minas Gerais ainda estava verificando detalhes sobre este sétimo caso. Já a Polícia Civil confirmou que o corpo está passando por necrópsia no Instituto Médico-Legal (IML).

Há mais de um mês não se registrava uma morte associada ao consumo da bebida. O sexto óbito confirmado pela secretaria estadual ocorreu no dia 3 de fevereiro, e a identidade da vítima não foi confirmada. A quinta morte por intoxicação ocorreu no mesmo dia 3 de fevereiro. A vítima foi o juiz titular da 28ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), João Roberto Borges, 74 anos. Na ocasião, ao menos 29 pessoas tinham apresentado os sintomas de intoxicação por dietilenoglicol

Até o dia 7 de fevereiro, data em que a Secretaria de Saúde divulgou o último boletim sobre o caso, 31 casos suspeitos de intoxicação por dietilenoglicol já tinham sido notificados. Desses, 26 pessoas eram do sexo masculino e cinco, do sexo feminino; 22 eram moradores de Belo Horizonte e os demais casos estavam distribuídos pelas cidades de Capelinha, Contagem, Nova Lima, Pompéu, Ribeirão das Neves, São João Del-Rei, São Lourenço, Ubá e Viçosa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
MS se aproxima de 69 mil casos de coronavírus e soma mais 15 óbitos
PRATICIDADE
Sul-mato-grossenses já podem pagar multas com desconto no aplicativo Carteira Digital de Trânsito
PANDEMIA
Presidente de clube de futebol de Campo Grande morre de coronavírus
DOURADOS
Saúde obriga notificação compulsória de casos suspeitos de Covid-19
BRASIL
Inscrições para bolsas remanescentes do ProUni terminam quarta-feira
OPORTUNIDADE
MS tem mais de mil vagas de emprego; em Dourados são 108
NEGÓCIOS & CIA
PC para stream: A Visual Informática indica como montar a máquina ideal para transmitir jogos
DOURADOS
Vices dos sete candidatos somam quase R$ 3 milhões em bens
FLAGRANTE
Carro furtado em São Paulo é apreendido com mais de 200kg de maconha
ELEIÇÕES 2020
Concorrência na Câmara só não supera vestibular de dois cursos na Federal de Dourados

Mais Lidas

ATO DE FÉ
Após vigílias em frente a hospital, família celebra 'milagre' por homem que caiu do telhado
CAMPO GRANDE
Gêmeos são executados dentro de quitinete
POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
DEODÁPOLIS
Homem morre ao bater moto de frente com caminhonete da patroa