Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905
INVESTIGAÇÃO

Moro autoriza que Eduardo Cunha permaneça preso em Brasília

23 setembro 2017 - 14h30

O juiz Sergio Moro autorizou na sexta-feira (22) que o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB) permaneça preso em Brasília até o dia 9 de outubro para que possa ser interrogado em processo relacionado ao Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS).

Condenado pela Operação Lava Jato e preso no Paraná, Cunha foi transferido para a carceragem da Polícia Federal em Brasília em 15 de setembro.

As irregularidades no FI-FGTS são investigadas pela Operação Sépsis, que é um desdobramento da Lava Jato. O peemedebista responde ao processo ao lado de mais quatro réus – entre eles Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e Lúcio Funaro, apontado como operador de propinas do PMDB.

A permanecia de Cunha em Brasília foi solicitada pelo juiz responsável pelo processo, Vallisney de Souza Oliveira, uma vez que o interrogatório foi adiado para 9 de outubro. Inicialmente, a oitiva estava marcada para sexta-feira.

Pedido da defesa

Na mesma decisão que permitiu que Cunha fique em Brasília até o interrogatório, Moro negou o pedido dos advogados de defesa para que o ex-deputado fique custodiado no Distrito Federal até a publicação da sentença do caso.

"Descabe a prorrogação da permanência até a apresentação das alegações finais e/ou até a prolação da sentença, eis que tais atos não demandam a presença do acusado perante o Juízo da 10ª Vara Federal de Brasília/DF", disse o juiz.

Eduardo Cunha condenado na Lava Jato

O político foi condenado, pela Lava Jato, a 15 anos e 4 meses de reclusão. Na denúncia oferecida à Justiça Federal, o Ministério Público Federal (MPF) acusou Eduardo Cunha de receber propina em contrato da Petrobras para a exploração de petróleo no Benin, na África.

A sentença foi proferida pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, em março deste ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acusada de falsificar documentos usados por Ronaldinho segue foragida há oito meses
PARAGUAI
Acusada de falsificar documentos usados por Ronaldinho segue foragida há oito meses
Meia maratona de Bonito acontece neste final de semana
PEDESTRIANISMO
Meia maratona de Bonito acontece neste final de semana
FUTEBOL
Estádio San Paolo do Napoli é rebatizado em homenagem a Maradona
CCZ contará com dois pontos de vacinação de cães e gatos no sábado
DOURADOS
CCZ contará com dois pontos de vacinação de cães e gatos no sábado
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto inclui matéria sobre violência doméstica em formação de agentes de segurança
ECONOMIA
Captação da poupança cai pela primeira vez desde janeiro
EDITAL DE CONVOCAÇÃO
Associação de apoiadores do Hospital de Amor de Dourados
ECONOMIA
Exportações de MS somam US$ 5,4 bilhões de janeiro a novembro
MAUS-TRATOS
Mulher é acusada de deixar cachorro sem água e ração por dias
PACOTE DO GOVERNO
Refis Pandemia concede redução de até 95% nas dívidas tributárias

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem é encontrado morto em ponte próximo à Vila Cachoeirinha 
CAARAPÓ
Jovem que matou companheira com mata-leão é autuado em flagrante por homicídio doloso
ACIDENTE
Rodas de carreta se soltam e atingem mulher na calçada em Amambai
DOURADOS
Corpo encontrado na pedreira é de homem desaparecido há quatro dias