Menu
Busca quarta, 08 de julho de 2020
(67) 99659-5905
STF

Ministro Fux rejeita habeas corpus contra exoneração de Roberto Alvim da Secretaria de Cultura

22 janeiro 2020 - 08h48Por Assessoria/STF

O ministro Luiz Fux, vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), julgou incabível o Habeas Corpus (HC) 180720, impetrado por um advogado contra a exoneração de Roberto Alvim do cargo de secretário especial de Cultura do governo federal. Segundo o ministro, o ato é de discricionariedade única e exclusiva do presidente da República.

O advogado, que impetrou o HC por conta própria, sustentava que a exoneração teria violado a liberdade de expressão de Alvim, demitido após pronunciamento em que utilizou argumentação e estética nazistas para lançar um prêmio nacional de artes. Ele pedia a reintegração do ex-secretário com o argumento de que o presidente da República, Jair Bolsonaro, teria praticado constrangimento ilegal ao não facultar ao exonerado a ampla defesa e o contraditório e contrariado os princípios da impessoalidade, da legalidade, da moralidade e da publicidade que regem a administração pública.

Ao rejeitar o habeas corpus, o ministro Fux, que assumiu o plantão judiciário no STF nesta segunda-feira (20), conforme previsão no Regimento Interno do STF (artigos 13, inciso VIII, e 14, que autorizam o presidente e o vice-presidente a decidir questões urgentes nos períodos de recesso ou férias), observou que o pedido é incabível, pois seu objetivo é discutir a exoneração de ocupante de cargo público demissível a qualquer momento pelo presidente da República. O ministro explicou ainda que não ficou demonstrado prejuízo ou ameaça de lesão à liberdade de locomoção de Alvim em razão de ilegalidade ou abuso de poder, o que impossibilita a concessão da ordem.

O HC 180720 foi distribuído ao ministro Roberto Barroso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESMATAMENTO
Gaúcho leva multa de R$ 33 mil por crime ambiental praticado em MS
EDITAL CORONAVIDAS
Extrato - Edital 001/2020 – Chamada Pública
POLÍTICA
TJMS libera Dagoberto Nogueira de pagar mais de R$ 500 mil por propaganda irregular
PERSEGUIÇÃO
Contrabandista morre após capotar carro com 1,7 mil pacotes de cigarro
EDUCAÇÃO
MEC anuncia que Enem será em 17 e 24 de janeiro de 2021
EM CORUMBÁ
Homem assassinado a tiros durante a madrugada tem 30 anos
TRÊS LAGOAS
Mantida condenação de mãe e filho que mentiram em testemunho durante audiência
LEVANTAMENTO
MS registra média de 100 novos casos de dengue por dia
BRASIL
Promotor diz que Ricardo Eletro usa sonegação como política de negócio
SAÚDE PÚBLICA
Epicentro da Covid-19 em MS, Dourados alinha ações com o Estado

Mais Lidas

DOURADOS
Acusado de matar secretário pode ter tido surto de esquizofrenia
BR-163
Casal que morreu ao bater em carreta morava em Campo Grande
PANDEMIA
Dourados confirma mais três óbitos por coronavírus e ultrapassa 3 mil casos
PANDEMIA
Comerciante de 45 anos é a 37ª vítima do coronavírus em Dourados