Menu
Busca segunda, 02 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Ministério discute reforma do sistema hospitalar brasileiro

26 novembro 2004 - 17h58

Para discutir o sistema hospitalar brasileiro, o Ministério da Saúde, em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), realiza, de 30 de novembro a 2 de dezembro, em São Paulo, o seminário internacional Reforma do Sistema Hospitalar Brasileiro. Atualmente, 6.223 hospitais conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS) constam do Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde. Além da grande diversidade das instituições, a atenção hospitalar vem passando por mudanças no Brasil e no mundo.Durante três dias, estudiosos e autoridades do setor hospitalar do Brasil, Cuba, Espanha e França vão apresentar e discutir questões referentes a modelos de gestão, financiamento, organização, planejamento e gestão da rede. O Ministério da Saúde estima que cerca de 1,5 mil pessoas participem do seminário.Técnicos do ministério apresentarão as ações que têm sido desenvolvidas pela pasta, tendo em vista a reforma da atenção hospitalar brasileira. Exemplos dessas ações são o Programa de Reestruturação dos Hospitais de Ensino e as Políticas para Hospitais de Pequeno Porte, Urgência e Emergência (Qualisus/Emergência e Samu/92) e Reforma Psiquiátrica. Essas políticas trabalham a melhoria da gestão, a integralidade do cuidado e a forma de alocação de recursos. Para implantar essas ações, o Ministério da Saúde investirá cerca de R$ 1,1 bilhão.De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o novo papel dos hospitais exige que essas instituições sejam ambientes para manejo de eventos agudos (casos de acidente vascular cerebral, parada cardíaca), utilizados nas situações em que existam possibilidades terapêuticas e ainda ter projeto arquitetônico compatível com suas funções e amigável a usuários. Também devem apresentar recursos tecnológicos adequados, como ter unidades de tratamento intensivo e semi-intensivo, de internação, centro cirúrgico, unidade de emergência entre outros.Características da rede - A rede hospitalar brasileira caracteriza-se pela existência de estabelecimentos de saúde bastante heterogêneos do ponto de vista de incorporação tecnológica e complexidade de serviços. Muitos não atendem à maioria dessas características. A rede é caracterizada por grande concentração de recursos e de pessoal em complexos hospitalares de cidades de médio e grande porte, com claro desequilíbrio regional e favorecimento das regiões sul e sudeste do país.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

POTÁVEL
Bolsonaro lança programa que levará água a escolas do Nordeste
Cinco são presos com produtos químicos que seriam levados para Bolívia
Cinco são presos com produtos químicos que seriam levados para Bolívia
UEMS
Últimos dias de inscrição para Especialização em Direito Difusos e Coletivos
PARANAÍBA
Dono de ferro velho é preso por receptação com 80 metros de trilhos
Câmara de Dourados aprova 22 projetos de lei em sessão ordinária 
POLÍTICA
Câmara de Dourados aprova 22 projetos de lei em sessão ordinária 
BONITO
Polícia prende traficante e batedor com 380 quilos de maconha e skunk
TJ/MS
Provas do concurso para cartórios extrajudiciais serão realizadas no dia 22
Criança com crises convulsivas no Pantanal é socorrida por avião
NÚMEROS DA PANDEMIA
Média móvel de mortes por Covid no Brasil fica abaixo de mil pelo 3º dia
GUIA LOPES
Empresário de 32 anos é encontrado morto na frente da residência

Mais Lidas

SP
Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo; polícia investiga
POLÍCIA
Jovem é agredida durante assalto em Dourados
PANDEMIA
Homem e mulher são mais recentes vítimas da Covid-19 em Dourados
PANDEMIA
Jovem de 21 anos e sem comorbidades é vítima do coronavírus em MS