Menu
Busca quinta, 22 de abril de 2021
(67) 99257-3397
VACINA

Ministério assina acordo para comprar 20 milhões de doses da Covaxin

25 fevereiro 2021 - 21h20Por G 1

O Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira, dia 25 de fevereiro, ter assinado acordo para compra de 20 milhões de doses da Covaxin, produzida na Índia pela farmacêutica Bharat Biotech. O investimento foi de R$ 1,614 bilhão, de acordo com o ministério.

"As primeiras 8 milhões de doses do imunizante devem começar a chegar já no mês de março, em dois lotes de 4 milhões a serem entregues entre 20 e 30 dias após a assinatura do contrato", informou o ministério da Saúde.

O ministério afirmou que espera receber outras 8 milhões de doses no prazo de 45 e 60 dias após oficialização da compra. Em maio, é esperado o último lote de doses, com 4 milhões de unidades.

O fornecimento das doses será intermediado pela empresa brasileira Precisa Medicamentos. A Covaxin é alvo da Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas (ABCVAC), que chegou a enviar uma delegação à Índia para negociar a possível compra de doses para venda por clínicas privadas.

Sem aval da Anvisa

A Covaxin ainda não teve seu uso autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Portanto, a vacina só poderá ser aplicada na população depois do sinal verde da agência. Até o momento, a Anvisa já concedeu o registro da Pfizer, que ainda não tem acordo com o Brasil, e liberou o uso emergencial da Coronavac (Butantan/Sinovac) e da Covishield (Oxford/AstraZeneca).

A compra da vacina indiana ocorre após a Anvisa retirar a exigência de estudos de fase 3 conduzidos no Brasil para aprovação de uso emergencial das vacinas contra a Covid-19. Nos casos em que isso ocorrer, a empresa diz que o prazo de análise do pedido será de até 30 dias.

Sem testes de fase 3 publicados

A Covaxin ainda não teve resultados dos testes de fase 3 divulgados pela empresa ou publicados em revista científica. De acordo com a agência Reuters, ss resultados de um teste com 25.800 participantes da Índia serão divulgados em março.

No entanto, a agência reguladora de medicamentos do país considera a vacina segura e eficaz, apesar de críticas de médicos e especialistas de saúde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Proposta de Renato Câmara quer Carteira de Identificação digital de pessoa idosa ou com deficiência
LEGISLATIVO DE MS
Proposta de Renato Câmara quer Carteira de Identificação digital de pessoa idosa ou com deficiência
Com mais 39 óbitos, abril segue ritmo para se tornar mês mais mortal da pandemia em MS
CORONAVÍRUS
Com mais 39 óbitos, abril segue ritmo para se tornar mês mais mortal da pandemia em MS
MS recebe novo lote com 45,5 mil doses de vacinas contra a Covid enviadas pelo Ministério da Saúde
IMUNIZAÇÃO
MS recebe novo lote com 45,5 mil doses de vacinas contra a Covid enviadas pelo Ministério da Saúde
Polícia fecha "boca do curiango" e prende suspeito de tráfico de drogas
REGIÃO
Polícia fecha "boca do curiango" e prende suspeito de tráfico de drogas
Embriagado, homem invade residência após se envolver em acidente
DOURADOS
Embriagado, homem invade residência após se envolver em acidente
PANDEMIA
Dourados registra três novos óbitos e soma mais de 1,3 mil casos ativos
DOURADOS
Exército vai leiloar viaturas, máquinas, equipamentos, mobiliários e utensílios
LEGISLATIVO DE MS
Capitão Contar defende PL que pede placas informativas em obras públicas
FUTEBOL
Corinthians estreia na Sul-americana no Paraguai contra o River Plate
TERENOS
Ciclista morre após ser atropelado enquanto explorava nova trilha

Mais Lidas

TIRADENTES
Comércio, vacinação e bancos; veja o que funciona no feriado em Dourados
CLIMA
Dourados pode ter mínima abaixo de 10 graus na próxima semana, indica previsão 
BR-163
Mulher encontrada carbonizada estava desaparecida desde sábado
DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa