Menu
Busca domingo, 09 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
LOTERIA

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 6 milhões nesta quarta-feira

08 janeiro 2020 - 07h09Por G 1

O concurso 2.222 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 6 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre nesta quarta-feira, dia 08 de janeiro, em São Paulo (SP). A aposta mínima custa R$ 4,50.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19 horas (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANTANAL
Após três dias de combate, bombeiros controlam fogo que destruiu 2 mil hectares
TRÁFICO DE DROGAS
Dois são presos em carro com 259,6 kg de maconha na Capital
ECONOMIA
Mato Grosso do Sul apresenta crescimento de 58% em exportação de soja
PMA
Ação conjunta resulta na apreensão de 32 t de sucatas de baterias usadas
BRASIL
Missa no Rio homenageia os mais de 100 mil mortos por Covid-19
CAMPO GRANDE
Homem desmaia e vai parar no hospital após briga por jogo de futebol
PANDEMIA
Vigilância registra infração de medida sanitária preventiva em Cassilândia
ESPORTES
Max Verstappen estraga festa da Mercedes e vence GP dos 70 anos da F1
FUTEBOL
Santos e Bragantino se enfrentam pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro
SAÚDE
Campanha Agosto dourado: mães com Covid-19 devem continuar amamentando

Mais Lidas

DOURADOS
Homicídio ocorreu após madrugada de farra e confusões na Jaguapiru
PANDEMIA
Paciente internado em Dourados morre de coronavírus
DOURADOS
Equipe do Samu se desloca para atender vítima de facadas em bairro
PANDEMIA
Cerca de 90% douradenses diagnosticados com Covid estão recuperados