Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905

Vice-presidente diz que Chávez está tranquilo, sereno e confiante

18 janeiro 2013 - 09h35

O vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, informou que o presidente Hugo Chávez está “muito tranquilo, sereno e consciente”. Maduro disse ter visitado Chávez, em Havana, Cuba, há quatro dias. Hospitalizado há mais de um mês para o tratamento de combate ao câncer, o presidente venezuelano não é visto em público desde o começo de dezembro. A oposição cobra um pronunciamento e imagens recentes dele.

"Em termos gerais, ele [Chávez] está muito tranquilo, sereno e consciente de todas as fases que vem passando no pós-operatório”, ressaltou o vice-presidente. Maduro disse ter visitado Chávez, no dia 14, e que a "infecção [respiratória] foi controlada".

Maduro disse ainda que, nos próximos dias, pode ocorrer uma reunião dos médicos que cuidam do presidente, que informarão sobre a evolução do seu estado de saúde e quando ele poderá retornar a Caracas, capital venezuelana.

A ausência física de Chávez na política do país gerou uma onda de incertezas e especulações, além de polêmicas. A principal divergência com a oposição foi a confirmação, por órgãos oficiais, sobre a legalidade do adiamento da data da posse. A cerimônia estava marcada para o último dia 10 e a nova data não foi definida, pois é aguardada a recuperação do presidente.

Maduro disse ainda que, mesmo ausente fisicamente, Chávez está presente em todos os atos na Venezuela. "Hugo Chávez é presidente e vai continuar assim. Temos um critério muito claro do papel do presidente”, destacou. “Enfrentamos uma guerra miserável na mídia [envolvendo Chávez], de ataques à sua vida”, disse. “É uma suposta falta temporária. Há um governo funcionando, um escritório ativo.”

A nomeação do novo ministro das Relações Exteriores, Elias Jaua, nesta semana envolveu críticas porque o decreto foi assinado por Chávez. A oposição levantou dúvidas sobre a assinatura do presidente, uma vez que ele está hospitalizado desde o começo de dezembro. Maduro reiterou que o documento assinado por Chávez é verdadeiro, portanto, válido.

Na visita a Havana, Maduro disse ter conversado com o presidente de Cuba, Raúl Castro, e o ex-presidente Fidel Castro sobre a ampliação de acordos de cooperação bilateral nas áreas de saúde, educação, esporte, cultura e economia. Também mencionou a decisão de intensificar as parcerias com a Argentina para o desenvolvimento regional.

A Venezuela e a Argentina negociam parcerias para a comercialização de energia e o fornecimento de arroz, leite em pó, carne bovina e de frango, além de tecnologia para a fabricação de tanques, bombas de gás e de abastecimento de combustível. Também estão em curso acordos para aumentar o número de voos entre os dois países.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Mutirão DPVAT realiza 386 perícias na comarca de Dourados
ACIDENTE
Garoto de 15 anos desaparece em córrego durante temporal na Capital
Festival da Canção da UEMS divulga música campeã da edição 2020
CULTURA
Festival da Canção da UEMS divulga música campeã da edição 2020
COTAÇÃO
Dólar fecha cotado a R$ 5,12, menor valor desde 22 de julho
Com mudanças no toque de recolher, bares e restaurantes temem prejuízos e demissões
APELO
Com mudanças no toque de recolher, bares e restaurantes temem prejuízos e demissões
DOURADOS
Mulher é esfaqueada pelo ex após discussão no Canaã IV
DOURADOS
Fim de semana pode ter chuva e máxima não passa de 26°C
PANDEMIA 
Civil fecha unidade na Capital após confirmação de casos de Covid
UNIVERSIDADE
Pesquisa vai monitorar presença de Sars-CoV-2 em doadores de sangue assintomáticos
IMPORTAÇÃO 
Caminhões aguardam em fila há 15 dias por liberação para entrar em MS

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem é encontrado morto em ponte próximo à Vila Cachoeirinha 
CAARAPÓ
Jovem que matou companheira com mata-leão é autuado em flagrante por homicídio doloso
ACIDENTE
Rodas de carreta se soltam e atingem mulher na calçada em Amambai
DOURADOS
Corpo encontrado na pedreira é de homem desaparecido há quatro dias