Menu
Busca domingo, 16 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Lula chama empresários brasileiros a investirem na Venezuela

15 setembro 2004 - 23h46

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje em um encontro com seu colega venezuelano, Hugo Chávez, que ninguém pode duvidar que existe democracia na Venezuela e convocou os empresários brasileiros a investir sem medo no país. Lula e Chávez se reuniram, juntamente com empresários de ambos os países, e trocaram agradecimentos e cumprimentos pelo resultado do referendo que ratificou, no mês passado, no poder o presidente venezuelano, e pelo papel "pacificador" do Brasil neste processo. "A tua vitória e a consolidação do referendo são uma marca que não deixa dúvida em nenhum país do mundo de que na Venezuela existe uma verdadeira democracia", disse Lula."Eu quero dizer aos empresários brasileiros, e dizer de coração aberto, que fui muito criticado quando, há dois anos, elogiei o presidente Hugo Chávez e disse que era amigo dele. Quero dizer para vocês: não tenham medo de fazer parceria com os empresários venezuelanos; não tenham medo de investir na Venezuela", acrescentou Lula. Seguindo a mesma linha, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, confirmou que o país desembolsará créditos para financiar projetos de energia, transporte, estradas e irrigação na Venezuela. Dentro de uma linha de créditos já anunciada de 1 bilhão de dólares para obras na Venezuela, o Brasil já identificou projetos a serem financiados em total de 400 milhões de dólares, disse Furlan. Lula, que no ano passado incentivou a criação de um Grupo de Amigos para ajudar a solucionar a crise política venezuelana, pediu aos empresários brasileiros para "estabelecer sociedades" com empresas venezuelanos para aumentar o comércio bilateral. Durante o encontro empresarial, empresas de ambos países firmaram numerosos acordos, entre eles o da mineradora brasileira Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) com a Corpo Zulia, um organismo de desenvolvimento do estado venezuelano de Zulia, para estudar a possível exploração de carbono a ser importado pelo Brasil. Hugo Chávez, em seu longo discurso, afirmou que "amor com amor se paga". Anteriormente, em uma reunião apenas com Lula e alguns ministros, Chávez insistiu na sua proposta de "mecanismos alternativos" de integração, como a criação de uma petrolífera conjunta e um canal de televisão "do sul". Hugo Chávez, ao chegar ao hotel onde se reuniu com Lula na cidade de Manaus, assegurou que seu país pretende "ser um membro muito ativo" no Mercosul. Hugo Chávez chegou hoje a Manaus em sua primeira viagem ao exterior desde que venceu o referendo no mês passado em seu país, com o qual a oposição pretendia tirá-lo do poder.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Retomada de implantação de sistema de apoio ao consumidor começa nesta segunda-feira
Por intermédio da Agepen, primeira certidão de nascimento digital de preso indígena é emitida
ESTADO
Por intermédio da Agepen, primeira certidão de nascimento digital de preso indígena é emitida
COVID-19
Botucatu inicia neste domingo vacinação em massa da população adulta
REGIÃO
Homem é encontrado morto com sinais de atropelamento
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS
MINISTRO
Queiroga diz que ministério estuda campanha de testagem contra covid
PANDEMIA
Mato Grosso do Sul confirma 1,2 mil casos de Covid-19
PANDEMIA
Dourados confirma três mortes, 64 diagnósticos e 169 recuperados da Covid-19
DETRAN-MS
Dourados terá novo bloco para campanhas educativas e Central de Exames de Trânsito
BRASIL
Eva Wilma morre em São Paulo, aos 87 anos

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
CAPITAL
Jovem sai para comprar narguilé e morre após colidir moto contra poste