Menu
Busca terça, 22 de junho de 2021
(67) 99257-3397
BRASIL

Lei garante isenção de tributação em pagamento de serviços ambientais

11 junho 2021 - 14h10Por Agência Senado

Valores recebidos em pagamento por serviços ambientais ficarão isentos de tributação, conforme novo trecho da Lei 14.119, de 2021, promulgado e publicado nesta sexta-feira (11) no Diário Oficial da União. A norma, que cria a Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais (PNPSA), foi sancionada em janeiro com 23 vetos presidenciais.

Dois vetos foram derrubados pelo Congresso no dia 1º de junho. O primeiro, devolveu à lei a isenção tributária prevista inicialmente.

Dessa forma, os valores recebidos como pagamento por serviços ambientais, não integram a base de cálculo do Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza, da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), da Contribuição para os Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

Para o governo, essa isenção incorre em vício de inconstitucionalidade por se tratar de violação ao princípio da tributação segundo a capacidade econômica do contribuinte.

“Ademais, possui óbice jurídico em relação ao art. 113 do ADCT e contraria o interesse público quanto ao artigo 14 da Lei Complementar 101, de 2000 (LRF), artigo 116, da Lei 13.898, de 2019 (LDO/2020), e ao artigo 125 da Lei 14.116, de 2020 (LDO/2021), haja vista renúncia de receita, sem prazo de vigência que possibilite sua reavaliação temporária, sem apresentar as estimativas de impacto financeiro-orçamentário, a declaração do ordenador de despesa e as compensações necessárias”, justificou o presidente.

O Parlamento também manteve a isenção aplicada somente aos contratos realizados pelo poder público ou, se firmados entre particulares, desde que registrados no Cadastro Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais (CNPSA). O contribuinte estará sujeito às ações fiscalizatórias.

Preservação 

A Lei 14.119, de 2021, define conceitos, objetivos, diretrizes, ações e critérios de implantação da PNPSA, que tem como objetivo fomentar medidas de manutenção, recuperação e melhoria da cobertura vegetal em áreas de preservação.

Entre as diretrizes da PNPSA está a utilização do pagamento por serviços ambientais como instrumento de promoção do desenvolvimento social, ambiental, econômico e cultural das populações em área rural e urbana e dos produtores rurais, em especial das comunidades tradicionais, dos povos indígenas e dos agricultores familiares.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Calamidade pública pode ser estendida em Anaurilândia
MS
Calamidade pública pode ser estendida em Anaurilândia
Lote de 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen chega ao Brasil
IMUNIZAÇÃO
Lote de 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen chega ao Brasil
Homem é preso com pistola e munições na MS-164
POLÍCIA
Homem é preso com pistola e munições na MS-164
Bolsa Atleta e Técnico: Resultado final da pontuação e lista de convocados são divulgados
MS
Bolsa Atleta e Técnico: Resultado final da pontuação e lista de convocados são divulgados
Em 'hibernação' para ser vendida, São Fernando rende R$ 13 milhões no bimestre
DOURADOS
Em 'hibernação' para ser vendida, São Fernando rende R$ 13 milhões no bimestre
MATO GROSSO DO SUL
Governo cria Fundação de Apoio à Educação Básica em MS
ECONOMIA
Indústria de MS gera mais de 6 mil novos empregos em um ano
É LEI
Sessão adaptada para autistas nos cinemas de MS é garantida por lei
BRASIL
Presidente da Anvisa apela à população que tome segunda dose da vacina
PANDEMIA
Dourados tem 2º dia consecutivo sem mortes de moradores locais por Covid

Mais Lidas

INVESTIGAÇÃO
Polícia descarta latrocínio e investiga morte de mulher em Dourados por execução
REGIÃO
Preso, motorista de Corolla que matou moto entregador nega "racha"
MONTE ALEGRE
Vídeo mostra ação de dupla armada em mercado de Dourados
IMPORTUNAÇÃO SEXUAL
Mulher é assediada durante pesquisa em Dourados e registra ocorrência