segunda, 08 de agosto de 2022
Dourados
22°max
17°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Laboratório inicia testes de "Viagra brasileiro" em humanos

18 setembro 2004 - 14h58

Um medicamento para disfunção erétil, chamado de "Viagra brasileiro" por ser desenvolvido no país, será testado em seres humanos em 30 dias e pode ser lançado no ano que vem, segundo o fabricante de São Paulo."Os testes vão ser feitos com 24 pessoas, o mínimo exigido pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)", informou na sexta-feira o diretor de marketing estrutural do Laboratório Cristália, Flávio Trigo.O laboratório, com sede em Itapira, na região de Campinas, interior paulista, nomeou o princípio ativo do novo medicamento de "lifafil" e já tem pedido de patente depositado internacionalmente. A data para a sua chegada nas farmácias ainda não foi definida."Ainda não podemos precisar quando será o lançamento, mas setembro de 2005 é uma data possível", disse Trigo.O nome comercial do produto também está indefinido. "Ainda estamos pesquisando para chegar à melhor opção".Segundo Trigo, a estimativa inicial é que o preço do novo medicamento seja entre 15 por cento e 30 por cento inferior aos valores pagos pelos produtos concorrentes à venda hoje no país, como Viagra (da Pfizer), Uprima (Abbot) e Levitra (Bayer).Com isso, o laboratório estima ampliar o acesso ao produto. "Este é um mercado que ainda está se montando. Nosso objetivo é também agregar novos pacientes, que hoje estão fora porque não têm condições de comprar o medicamento", declarou.Flávio Trigo destaca que o principal diferencial do produto, no entanto, está no processo de desenvolvimento, totalmente nacional. "É o primeiro desse tipo desenvolvido e pesquisado no Brasil", afirmou.Segundo o executivo, a empresa destina anualmente entre 7 por cento e 8 por cento do faturamento para o desenvolvimento de novos medicamentos. "Nos últimos anos, certamente boa parte disso foi investida para as pesquisas deste produto (que trata de disfunção erétil)", afirmou.Ainda no setor de medicamentos para disfunção erétil, o laboratório norte-americano Lilly anunciou que passará a produzir no país seu medicamento para disfunção erétil, o Cialis, a partir do próximo ano. Atualmente, o produto é importado da Inglaterra e embalado no Brasil.Para a fabricação do medicamento no país, o laboratório investiu 10 milhões de dólares na modernização e adequação da fábrica em São Paulo. O laboratório ainda está fazendo estudos para definir qual será o preço do produto após o início da fabricação no Brasil. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE

Varíola dos macacos: entidades criticam estigma a homossexuais

Homem é espancado em construção abandonada na Capital
POLÍCIA

Homem é espancado em construção abandonada na Capital

GERAL

Justiça nega 'habeas corpus' pedido pela defesa do cônsul alemão

Ladrões invadem empresa e furtam óleo diesel
REGIÃO

Ladrões invadem empresa e furtam óleo diesel

CULTURA

Academia Brasileira de Letras reabre bibliotecas para o público

CAPITAL

Mulher capota veículo e é socorrida pelo Corpo de Bombeiros

DIREITOS HUMANOS

Lei Maria da Penha completa 16 anos neste domingo

POLÍCIA

Foragido da justiça é preso em abordagem na fronteira

POLÍTICA

Eleições 2022 mantém maioria do eleitorado feminina, com 53%

POLÍCIA

Boca de fumo é fechada e traficante preso na fronteira

Mais Lidas

TRAGÉDIA

Mulher que morreu em acidente na BR-463 era agrônoma de Dourados

TRAGÉDIAS

Agosto começa com quatro mortes por acidentes de trânsito em Dourados 

LUTO

Conselho de Agronomia lamenta morte de jovem agrônoma em acidente

TENTAVIVA DE HOMICÍDIO

Susto provocado por cachorro e discussão terminam com ciclista baleado