Menu
Busca quinta, 24 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Judiciário altera expediente em dias de jogos do Brasil

24 maio 2006 - 14h25

O Presidente do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte, baixou uma portaria, no Diário da Justiça desta quarta-feira, alterando o horário de expediente dos dias 13 e 22 de junho, dias em que o Brasil joga, às 15 horas, pela Copa do MundoNo dia 13 de junho, terça-feira, o expediente será das 7  às 13 horas em todas as comarcas do interior, com exceção da comarca de Campo Grande, que não terá expediente devido ao feriado municipal de Santo Antonio, padroeiro da cidade. No dia 22, quinta-feira, o expediente será das 7h às 13h. A alteração vale para todas as comarcas do interior do Estado, Fórum de Campo Grande e TJ/MS. As informações são do site de notícias Campo Grande News.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Corinthians decide encerrar vínculo de zagueiro após ofensa racial
FUTEBOL
Atlético-GO tira invencibilidade do Fluminense no Brasileiro
FUTEBOL
Empate mantém São Paulo e Cuiabá sem vencer no Campeonato Brasileiro
Brasil registra 2.392 mortes e 115.228 casos de Covid em 24 horas
CORONAVÍRUS
Brasil registra 2.392 mortes e 115.228 casos de Covid em 24 horas
DOURADOS
Prefeitura retoma pavimentação asfáltica no Jardim das Primaveras
BRASIL
Comissão discute fechamento de agências do Banco do Brasil no RN
FUTEBOL
Bragantino vence Palmeiras e assume ponta do Brasileiro
POLÍTICA
Senado aprova suspensão de despejo de imóveis alugados
IMUNIZAÇÃO
Covid-19: 40% da população adulta foi imunizada com a primeira dose
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Votação de projeto sobre terras indígenas pela CCJ divide opiniões no Plenário

Mais Lidas

DOURADOS
Marido de mulher executada em emboscada é encaminhado para prestar depoimento
EXECUÇÃO
Bilhete ajuda SIG a prender suspeita de atrair detetive e atirador é localizado no MT
CAMPO GRANDE
Homem é espancado e confundido com serial killer depois de ser abandonado em rodovia
DOURADOS
Relacionamento conturbado e bens patrimoniais teriam motivado execução de Zuleide