Menu
Busca domingo, 16 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Japão estuda compra de álcool brasileiros

15 setembro 2004 - 16h56

O Japão está fazendo estudos avançados para acrescentar o etanol no combustível da frota de veículos do país e tem interesse no álcool produzido no Brasil. A informação foi dada hoje pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, depois de reunir-se com o premier japonês, Junichiro Koizumi. "Está bastante maduro o interesse do Japão pelo etanol, pela nossa tecnologia. Nós somos o maior produtor de cana-de-açúcar do mundo", disse o governador. Segundo ele, o Japão estuda a possibilidade de misturar 3% de álcool à gasolina. "O Japão assinou o Protocolo de Kyoto, tem uma preocupação muito grande com o desenvolvimento sustentado, preservando o meio ambiente, e o álcool é uma energia limpa, verde, não-poluente", explicou. De acordo com o governador, os japoneses têm duas grandes preocupações em relação ao álcool: preço e abastecimento. Alkmin disse que as usinas brasileiras já se preparam para atender às exigências. "As usinas estão se unindo, montando uma estrutura para poder ter parceria com o Japão, garantindo preço e abastecimento. Temos condições de garantir esse abastecimento", observou Alckmin. Esta é a primeira visita do primeiro-ministro japonês ao Brasil. Koizumi lidera uma comitiva de empresários e autoridades, que vieram ao país discutir negócios e buscar intercâmbio nas áreas de energia e meio ambiente, além de manter contatos com a comunidade nipo-brasileira, para as comemorações do primeiro centenário do início da migração japonesa ao país. O governador paulista lembrou que o Japão compra o petróleo que consome e os preços do produto e derivados estão cada vez mais altos no mercado internacional. Além disso, ressaltou que o estado de São Paulo é o maior produtor de cana-de-açúcar do mundo. Na terça-feira (14), o premier e comitiva visitam fazendas e canaviais do interior paulista, com marcante presença japonesa. Hoje, Koizumi cumpriu extensa agenda, que incluiu visitas a instituições e marcos históricos da comunidade de origem japonesa na capital e ao rio Tietê, para o qual o governo japonês está financiando um programa de despoluição. À tarde, o primeiro-ministro viaja a Brasília, onde se reunirá com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem acusado de matar ex-mulher é preso
FEMINICÍDIO
Homem acusado de matar ex-mulher é preso
EM ANÁLISE
Projeto prevê multa por atos contra as mulheres em eventos esportivos
Botafogo vence e deixa Minas Brasília no Z4 do Brasileiro Feminino
FUTEBOL
Botafogo vence e deixa Minas Brasília no Z4 do Brasileiro Feminino
Em Dourados, mais de 20 pessoas aguardam vagas em leitos para Covid
PANDEMIA
Em Dourados, mais de 20 pessoas aguardam vagas em leitos para Covid
Bolsonaro participa de manifestação de agricultores e religiosos
POLÍTICA
Bolsonaro participa de manifestação de agricultores e religiosos
DOURADOS
Dois são presos tentando roubar mercado no Jardim Clímax
ARTIOGO
Missão de mãe
REGIÃO
Polícia apreende veículo com adulteração de sinal identificador
SAÚDE
Estudo investiga como começa e evolui o câncer de esôfago
DOURADOS
Relojoaria na Avenida Marcelino Pires é furtada

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
DOURADOS
Criança encontrada morta apresentou problemas estomacais uma semana antes
CACHOEIRINHA
Polícia fecha ponto de distribuição de drogas e prende abastecedor