Menu
Busca terça, 28 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
OPORTUNIDADE

Insper e FGV passam a adotar o Enem como uma das formas de ingresso

17 agosto 2014 - 07h17

Agência Brasil

O Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper) de São Paulo vai passar a usar a nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como forma de ingresso nas turmas de 2015. O Insper é uma instituição privada sem fins lucrativos, que oferece, na graduação, cursos de administração e economia.

Segundo o coordenador executivo de processos seletivos, Tadeu da Ponte, a intenção é abrir possibilidade para candidatos que não têm condições de ir a São Paulo fazer o vestibular da instituição. "O Insper pretende ser uma faculdade que atraia potenciais intelectuais independente da renda ou do local onde a pessoa vive", diz Ponte.

Desde 2009 a instituição discute a utilização do Enem. O debate tornou-se mais intenso nos últimos três anos. Com base nas notas obtidas no exame pelos alunos que se classificaram no vestibular da instituição e fizeram também o Enem, o Insper chegou a uma nota mínima exigida. O estudante tem que tirar pelo menos 650 pontos em cada uma das cinco áreas do Enem e ter uma média em todas de 700 pontos.

Ponte diz que o exame, usado para o ingresso em diversas instituições públicas e privadas, tem o rigor necessário para selecionar os alunos. "Fizemos várias análises para chegar nessa nota de corte, que se equipara à dificuldade do nosso vestibular", diz. Ambos os cursos oferecidos pela instituição tem nota 4 nas avaliações do Ministério da Educação - a nota máxima é 5.

Os estudantes que se inscrevem pelo Enem não pagam taxa. O vestibular custa R$ 200. O candidato pode se inscrever nos dois processos seletivos. O Insper oferece 450 vagas por ano. Destas, 45 vagas (10%) serão para os candidatos do Enem. A instituição também oferece bolsas integrais e parciais de acordo com a nota obtida e a renda. Mais informações podem ser obtidas no site do Insper.

Outra instituição que adotará Enem é a Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo. Serão dois os cursos que aceitarão a nota no exame: administração de empresas, 15 das 200 vagas serão para o Enem; e administração pública, que reservará cinco das 50 vagas para o exame. Na FGV do Rio de Janeiro, o exame é aceito em seis cursos, com reserva de 20% das vagas. Mais informações no site da FGV.

Para Fortes, a utilização do Enem por instituições privadas é uma tendência. "Muitos alunos estão se preparando para o Enem no Brasil todo. É uma tendência tornar essa mais uma porta de acesso". O Enem 2014 será nos dias 8 e 9 de novembro. Mais de 8,7 milhões se inscreveram para as provas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Inadimplência das micro e pequenas empresas cai 0,9% em agosto
ECONOMIA
Inadimplência das micro e pequenas empresas cai 0,9% em agosto
Encapuzado, homem invade comércio e furta rolos de cabos elétricos
POLÍCIA
Encapuzado, homem invade comércio e furta rolos de cabos elétricos
8 dicas para reduzir as dívidas e organizar a vida financeira
NEGÓCIOS E CIA
8 dicas para reduzir as dívidas e organizar a vida financeira
Atleta de MS é bronze no dardo no Sul-Americano Sub-18
ATLETISMO
Atleta de MS é bronze no dardo no Sul-Americano Sub-18
REGIÃO
Homem é preso vestido com roupa da vítima após furtar residência
CAMPO GRANDE
Quatro são presos em operação contra furto de energia elétrica
VEÍCULOS MS
Guia de compras: dicas para escolher o som automotivo
POLÍCIA
Polícia recupera TV furtada em agosto, mas autor segue foragido
EDUCAÇÃO
Unidades educacionais tem espaço ideal para divulgar serviços no caderno "Educação" do Dourados News
HOMENAGEM
No Dia do Doador de Órgãos, ALEMS celebra 15 anos do Banco de Olhos da Santa Casa

Mais Lidas

REGIÃO
Acidente entre Dourados e Fátima do Sul matou mulheres e deixou policial ferido
EXECUÇÃO
Justiceiros matam mais um na fronteira e deixam recado
DOURADOS
Mulher é agredida em discussão e desfere golpe de faca no órgão genital do companheiro
HOMICÍDIO
Com tiros na cabeça e peito, jovem é executado em Pedro Juan Caballero