Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
EM MS

Saldo volta a ficar negativo em emprego na indústria

01 junho 2015 - 20h15

Assessoria

O setor industrial de Mato Grosso do Sul, composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, encerrou o mês de abril com mais uma redução líquida de postos de trabalho, apresentando saldo negativo de 342 vagas, enquanto no acumulado do ano o total de vagas encerradas nas atividades industriais do Estado sobe para 596, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. Os segmentos industriais que apresentaram as maiores reduções no mês de abril foram indústria de produtos alimentícios e bebidas (-386), indústria têxtil e do vestuário (-123) e indústria metalúrgica (-75).

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, no conjunto da economia estadual, foram criadas 369 vagas no mês de abril, enquanto no acumulado do ano, o resultado aponta a abertura de 1.313 postos de trabalho. "A média para o período, considerando o intervalo de 2005 a 2015, é 12.232 vagas abertas. Ou seja, o desempenho de janeiro a abril deste ano é 89% menor que o resultado médio historicamente obtido para o mesmo intervalo", pontuou.

No conjunto das atividades industriais, Mato Grosso do Sul encerrou abril de 2015 com um contingente de 133.019 trabalhadores formalmente empregados, queda de 0,28% em relação a março. "No entanto, a indústria segue respondendo pelo 2º maior contingente de trabalhadores formais empregados no Estado, com participação de 20,8% sobre o total. Atrás somente do setor de serviços, que emprega formalmente 184.596 trabalhadores e tem participação equivalente a 28,9%", informou.

Detalhamento

Em Mato Grosso do Sul, conforme o Radar Industrial da Fiems, no período de janeiro a abril de 2015, ao todo 99 atividades industriais apresentaram saldo positivo de contratação, proporcionando a abertura de 3.142 vagas. Entre as atividades industriais com saldo positivo de pelo menos 50 vagas, destacaram-se fabricação de açúcar em bruto, fabricação de álcool, obras para geração e distribuição de energia elétrica e para telecomunicações, abate de suínos, aves e outros pequenos animais, distribuição de energia elétrica, fabricação de produtos de pastas celulósicas, papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado não especificados anteriormente, curtimento e outras preparações de couro, coleta de resíduos não-perigosos, fabricação de alimentos para animais, preservação do pescado e fabricação de produtos do pescado, manutenção e reparação de equipamentos eletrônicos e ópticos e fabricação de laticínios.

Por outro lado, no mesmo período, 102 atividades industriais apresentaram saldo negativo em Mato Grosso do Sul, proporcionando o fechamento de 3.738 vagas. Entre as atividades industriais com saldo negativo de pelo menos 50 vagas destacaram-se obras de engenharia civil não especificadas anteriormente, abate de reses, exceto suínos, construção de rodovias e ferrovias, construção de edifícios, serviços especializados para construção não especificados anteriormente, produção de ferro-gusa, extração de minério de ferro, captação, tratamento e distribuição de água, fabricação de conservas de legumes e outros vegetais, instalações elétricas e serviços de catering, bufê e outros serviços de comida preparada.

Em relação aos municípios, constata-se que em 44 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação no período de janeiro a abril de 2015, proporcionando a abertura de 2.163 vagas, destacando-se Angélica, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste, Nova Andradina, Dourados, Costa Rica, Maracaju, Itaquiraí, Chapadão do Sul, Iguatemi, Mundo Novo e Itaporã (+56). Por outro lado, no mesmo período, em 29 municípios as atividades industriais registraram saldo negativo, proporcionando a fechamento de 2.759 vagas, com destaque para Três Lagoas, Caarapó, Campo Grande, Nova Alvorada do Sul, Aparecida do Taboado, Água Clara, Ribas do Rio Pardo, Coxim, Corumbá, Terenos e Cassilândia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Profissionais podem se increver até 6 de outubro no CNJ Inova
CRIME
Imagem de satélite leva a flagrante de desmatamento ilegal em MS
REGIÃO
Presos pela PRF com caminhonete roubada são autuados em Dourados
BRASILEIRÃO
TRT-RJ suspende Palmeiras e Flamengo devido a infectados pela covid-19
DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS
Próximo prefeito de Dourados terá orçamento menor no primeiro ano de governo
MS
Idosa de 84 é multada em R$ 11 mil por derrubada de árvores em área protegida
BRASIL
Bolsonaro recebe alta após cirurgia para retirada de cálculo na bexiga
DOURADOS
Bombeiros atendem segunda ocorrência de incêndio residencial no mesmo dia
DOURADOS
MPE descarta omissão de servidores e arquiva inquérito sobre homicídio na PED
PERIGO
Em alerta por onda de calor e baixa umidade, Dourados tem temperatura mais alta no ano

Mais Lidas

POLÍCIA
Caminhoneiro de Dourados morre ao capotar na serra de Maracaju
PANDEMIA
Novo decreto diminui toque de recolher e libera venda de bebidas em bares até as 23h
PROSSEGUIR
Governo atualiza mapa da Covid e Dourados volta para "bandeira vermelha"
PONTA PORÃ
Polícia apreende comboio com contrabando avaliado em R$ 1 milhão