Menu
Busca sábado, 27 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Índia de Roraima faz denúncia contra o Brasil na OEA

30 março 2004 - 10h46

Pela primeira vez uma índia brasileira foi à Comissão de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA), em Washington, para apresentar uma "denúncia" contra o governo brasileiro. Joênia Batista Wapichana, assessora jurídica do Conselho Indígena de Roraima, quer que a OEA pressione o Brasil a concluir a demarcação de 1,7 milhão de hectares de terras indígenas na região conhecida como Raposa Serra do Sol, em Roraima, onde vivem cerca de 15 mil índios divididos em 159 comunidades dos povos Wapichana, Macuxi, Patamona, Ingaricó e Taurepang. "Em 1998, depois de 11 anos de luta, o Ministério da Justiça aprovou a criação da reserva e recomendou a demarcação. Mas, desde então, estamos esperando a homologação da Presidência da República, que é a última etapa, e até agora nada", disse Joênia Batista, do povo Wapichana, que se tornou em 1997 a primeira índia brasileira a se registrar como advogada. A assessoria de imprensa da Presidência da República confirmou que o caso está na Casa Civil aguardando análise para ser então assinado (ou não) pelo presidente. Ainda não há prazo para a decisão. A OEA não comenta o caso, mas um porta-voz da organização confirmou que a "denúncia" foi recebida e que será analisada pela sua Comissão de Direitos Humanos. A "denúncia" foi apresentada em conjunto por Joênia Batista e pela ONG americana Rainforest Foundation, que trabalha com índios da Amazônia. Para que ela seja aceita pela OEA, dois critérios têm de ser atendidos: o caso deve envolver alguma situação de desrespeito aos direitos humanos e o denunciante deve ter esgotado todos os recursos para defender seus direitos na Justiça do país envolvido. Se a OEA concluir que a "denúncia" é valida, a primeira atitude da organização seria ajudar os índios a negociar com o governo. Se as negociações falharem, o Brasil pode acabar tendo que responder a uma ação na Corte Interamericana de Justiça. Joênia Batista está segura de que seu protesto atende aos critérios definidos pela OEA.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Apostas para a Dupla de Páscoa começam na segunda; prêmio pode chegar a R$ 30 mi
Em Dourados, Renato Câmara participa da inauguração da 1º Granja de Ração Líquida do Brasil
POLÍTICA
Em Dourados, Renato Câmara participa da inauguração da 1º Granja de Ração Líquida do Brasil
Satélite brasileiro será lançado na madrugada deste domingo
AMAZÔNIA 1
Satélite brasileiro será lançado na madrugada deste domingo
ALDEIA JAGUAPIRU
Embriagado, homem descumpre medida protetiva e tenta agredir policial
Bêbado cai de moto na frente de viatura e acaba preso pela Guarda
DOURADOS 
Bêbado cai de moto na frente de viatura e acaba preso pela Guarda
ECONOMIA
Banco do Brasil ajuda estados e municípios a cobrar impostos via Pix
LEGISLATIVO DE MS
Deputado Neno Razuk solicita verbas para recapeamento de trecho da MS-487
POLÍCIA
Empresário é autuado e multado em R$ 2,5 mil por pesca irregular
DOURADOS
Homem é suspeito de incendiar carro de vizinho após ser mordido por cachorro
FUTEBOL
Time de Dourados estreia amanhã na série A do estadual

Mais Lidas

DOURADOS 
Operação desarticula quadrilha especializada em furtos de máquinas agrícolas
DOURADOS 
Mulher é esfaqueada na região central e encaminhada ao HV em estado grave
PARAGUAI
Quadrilha é presa com 1,4 tonelada de cocaína e até avião na fazenda de Pavão
DOURADOS 
Mulher que esfaqueou rival é autuada em flagrante por tentativa de homicídio