Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
NEGOCIAÇÃO

Greve de médicos peritos do INSS completa quatro meses

07 janeiro 2016 - 19h05

A greve dos médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) completou quatro meses essa semana e já é a paralisação mais longa da categoria. As negociações com o governo não avançaram nos últimos dias e não há previsão para o término da greve, de acordo com o presidente da Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP), Francisco Eduardo Cardoso.

Entre as reivindicações dos profissionais está o aumento salarial de 27%, em no máximo duas parcelas anuais, a efetivação em lei da redução da carga horária de 40 horas para 30 horas semanais, a recomposição do quadro de servidores e o fim da terceirização da perícia médica com retorno da exclusividade da carreira médica pericial.

Cardoso disse que as negociações entre o governo e a categoria estão paralisadas. “Aparentemente, o governo está usando a estratégia de cansar os peritos. Mas estão sacrificando a população junto. É a greve mais longa da perícia do INSS como um todo. Infelizmente precisamos manter essa greve por conta de um governo que não negocia e não quer negociar”, disse.

O INSS estima que 1,3 milhão de perícias não tenham sido realizadas desde o dia 4 de setembro do ano passado, quando a paralisação foi iniciada. Nesse período, 910 mil perícias foram feitas. Já a estimativa da ANMP é que 2 milhões de perícias tenham deixado de ser realizadas. A perícia é exigida para conseguir o auxílio-doença, aposentadoria especial por invalidez e para voltar ao trabalho depois da licença.

Com a greve, muitos segurados estão sem receber os benefícios porque não conseguem ser atendidos por um médico perito. Até o fim de dezembro, cerca de 818 mil pedidos de concessão de benefícios estavam represados em função da greve, de acordo com o INSS. Em nota, a autarquia informou que os benefícios não recebidos serão pagos retroativamente à primeira data agendada e que adotou medidas administrativas para garantir a continuidade do pagamento àqueles que tentaram e não conseguiram agendar perícia médica para prorrogação do benefício.

Por causa da paralisação, o tempo médio de espera para o agendamento da perícia médica passou de 20 dias para 80 dias. De acordo com o presidente da ANMP, Francisco Cardoso, a categoria cumpre a determinação de manter 30% dos médicos trabalhando.

Negociação

O Ministério do Planejamento informou, por meio de nota, que o governo apresentou, em ofício enviado à ANMP no dia 8 de dezembro, proposta que contempla a maioria dos pontos exigidos na mesa de negociação. A exigência dos médicos de redução da jornada de trabalho, de 40 para 30 horas semanais, sem perda de remuneração, no entanto, é um ponto de discordância. “O governo até concorda com a redução, mas propõe que isso ocorra num contexto de reestruturação da carreira”, diz a nota. Foi proposta a criação de um comitê gestor para definir essa restruturação.

De acordo com o ministério, os termos do acordo encaminhado aos peritos médicos contemplam os mesmos itens oferecidos às demais categorias do funcionalismo, como reajuste de 10,8%, a ser pago em duas vezes, e reajuste dos benefícios sociais. Os grevistas pedem um aumento de 27,5%.

“A não aceitação da proposta do governo pela categoria, no entanto, impossibilitou a regularização do atendimento da perícia médica, que segue prejudicado em parte das unidades do instituto”, diz a nota do INSS.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Ministério faz consulta pública sobre política de promoção da saúde
EDUCAÇÃO
IFMS reabre prazo de matrículas da 1ª chamada para cursos técnicos integrados
Vacinas já distribuídas atendem cerca de 10% dos públicos prioritários
IMUNIZAÇÃO
Vacinas já distribuídas atendem cerca de 10% dos públicos prioritários
Covid-19: Brasil tem 1,2 mil mortes e 61,9 mil infectados em 24 horas
PANDEMIA
Covid-19: Brasil tem 1,2 mil mortes e 61,9 mil infectados em 24 horas
ECONOMIA
Dólar recua para R$ 5,32 após divulgação de ata do Copom
PANDEMIA
Variante do coronavírus do Amazonas é identificada em São Paulo
MATO GROSSO DO SUL
Governo pode cancelar ponto facultativo de Carnaval para conter avanço da Covid
ESPORTES
Brasil encerra Mundial de Handebol em 18º e mira pré-olímpico
SANEAMENTO
Sanesul completa 42 anos atuando em Mato Grosso do Sul
FUTEBOL
Com a cabeça na Libertadores, Palmeiras pega o Vasco pelo brasileiro

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista envolvido em acidente fatal relata bebida ao depor e é liberado 
ACIDENTES
Trânsito de Dourados faz terceira vítima fatal no ano, todas motociclistas
CRIME
Vizinhança flagra suspeito pulando muro e evita furto em Dourados
BR-276
Carreta com quase dez toneladas de maconha é apreendida em Dourados